Geral

Lindsay Lohan ganha mais tempo para decidir se ela vai aceitar um acordo judicial

A atriz compareceu ao tribunal de Los Angeles ontem (10.03.11), onde o juiz Keith Schwartz concedeu-lhe até 25 de março para decidir se ela vai aceitar um acordo judicial e pleitear como culpada ou não, no roubo alegado de um colar de 2500 dólares da joalheiria Kamofie & Company. Já foi oferecido uma pena de […]

Arquivo Publicado em 11/03/2011, às 23h00

None

A atriz compareceu ao tribunal de Los Angeles ontem (10.03.11), onde o juiz Keith Schwartz concedeu-lhe até 25 de março para decidir se ela vai aceitar um acordo judicial e pleitear como culpada ou não, no roubo alegado de um colar de 2500 dólares da joalheiria Kamofie & Company.

Já foi oferecido uma pena de seis meses à atriz, mas seu advogado, Shawn Holley, se reuniu com o vice-promotor e juiz Schwartz anteontem (09.03.11) numa tentativa de reduzir a pena.

Embora o juiz Schwartz pediu para que as negociações sejam mantidas confidenciais, foi noticiado – mas não confirmado – que ele iria reduzir a pena de prisão.

“O advogado de Lindsay, Shawn Holley, estava pedindo pena sem prisão, mas o juiz disse que iria sentenciá-la por no mínimo 60 dias, mas provavelmente não mais de 90 dias”, disse uma fonte.

O prazo é menor que para a luz do Kamofie & Company vender imagens de CCTV Lindsay em sua loja em Venice, Califórnia, no dia o colar desapareceu chamando sua reputação em causa.

Se a atriz de 24 anos não aceitar o acordo o caso irá a julgamento e que ela irá enfrentar uma pena de prisão por muito mais tempo se for condenada.

Uma audiência preliminar para o julgamento – que será realizada no âmbito de outro juiz – será em 22 de abril.

Lindsay atualmente aguarda em liberdade sob fiança.

Jornal Midiamax