Geral

Líder islâmico ora pelo ‘grande homem’ Bin Laden no Paquistão

O fundador de um dos grupos de militantes islâmicos mais violentos do Paquistão disse aos muçulmanos para se encorajarem com a morte de Osama bin Laden, pois seu “martírio” não será em vão, disse um porta-voz do grupo nesta terça-feira (3). A imprensa é geralmente impedida de acompanhar os encontros do Lashkar-e-Taiba (LeT), grupo militante […]

Arquivo Publicado em 03/05/2011, às 11h44

None

O fundador de um dos grupos de militantes islâmicos mais violentos do Paquistão disse aos muçulmanos para se encorajarem com a morte de Osama bin Laden, pois seu “martírio” não será em vão, disse um porta-voz do grupo nesta terça-feira (3).


A imprensa é geralmente impedida de acompanhar os encontros do Lashkar-e-Taiba (LeT), grupo militante apontado como responsável pelos ataques em Mumbai.


Mas um porta-voz de Hafiz Mohammad Saeed disse que ele falou a seguidores durante orações especiais realizadas por conta da morte de Bin Laden que essa “grande pessoa” continuaria a ser uma fonte de força e encorajamento para os muçulmanos em todo o mundo.


“Osama bin Laden foi uma grande pessoa que despertou o mundo muçulmano”, disse Saeed, segundo seu porta-voz Yahya Mujahid durante orações na sede da instituição de caridade do grupo em Lahore.


“Mártires não são perdas, mas uma questão de orgulho para os muçulmanos”, disse Saeed. “Osama bin Laden fez grandes sacrifícios pelo Islã e pelos muçulmanos, e isto sempre será lembrado.”


O LeT, uma das maiores e mais bem financiadas organizações militantes islâmicas no sul da Ásia, é apontado como responsável por um ataque em novembro de 2008, que matou 166 pessoas no centro comercial indiano.

Jornal Midiamax