Geral

Kanaan e Castro Neves apostam em segurança mais reforçada nos EUA

Com mais de uma década de experiência no automobilismo norte-americano, os pilotos brasileiros Helio Castro Neves e Tony Kanaan acreditam que a segurança no país, especialmente nos aeroportos, deve ficar ainda mais reforçada após o anúncio da morte de Osama Bin Laden, líder da organização terrorista Al Qaeda. Tony, que tem ascendência libanesa e se […]

Arquivo Publicado em 02/05/2011, às 17h26

None

Com mais de uma década de experiência no automobilismo norte-americano, os pilotos brasileiros Helio Castro Neves e Tony Kanaan acreditam que a segurança no país, especialmente nos aeroportos, deve ficar ainda mais reforçada após o anúncio da morte de Osama Bin Laden, líder da organização terrorista Al Qaeda.

Tony, que tem ascendência libanesa e se chama Antoine Rizkallah Kanaan Filho, diz que já se acostumou a enfrentar problemas com policiais desde os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001.

– Com esse nome, e esse meu nariz, eu não posso nem pensar em deixar barba. Assim mesmo eu já sou tratado de forma diferente, várias vezes fui levado para uma salinha para conversar. Acho que a situação vai ficar ainda mais difícil.

O piloto da Fórmula Indy, que ficou em 22º lugar na etapa de São Paulo, disputada nesta segunda-feira (2), acredita que a morte de Bin Laden não vai solucionar o problema do terrorismo.

– Ele era um líder, uma pessoa que mudou completamente a história do mundo, mas quando um líder morre a gente não sabe como os seguidores vão se comportar. Vejo um período de muita apreensão por aí.

Castro Neves, que ficou conhecido nos Estados Unidos não apenas pela habilidade como piloto, mas também por ter vencido um concurso de dança na TV, afirmou que a morte do terrorista se tornará um marco na vida do povo americano.

– Isso não vai trazer de volta as vidas que foram afetadas nos atentados terroristas, mas para o orgulho americano foi muito importante. E também acho que a segurança nos prédios e aeroportos vai aumentar bastante.

Jornal Midiamax