Geral

Jungle Fight promove eventos de MMA em comunidades ocupadas pelas UPPs

Nas vésperas da 29ª edição do Jungle Fight, Wallid Ismail, presidente do maior evento de MMA da América Latina, anunciou nesta terça-feira (21) que promoverá edições nas comunidades ocupadas pelas UPPs, no Rio de Janeiro. E, como ponto de partida para o projeto, o Complexo do Alemão sediará o evento de setembro, em uma tenda […]

Arquivo Publicado em 22/06/2011, às 00h59

None

Nas vésperas da 29ª edição do Jungle Fight, Wallid Ismail, presidente do maior evento de MMA da América Latina, anunciou nesta terça-feira (21) que promoverá edições nas comunidades ocupadas pelas UPPs, no Rio de Janeiro.


E, como ponto de partida para o projeto, o Complexo do Alemão sediará o evento de setembro, em uma tenda armada para dois mil fãs de MMA, cujos ingressos serão distribuídos apenas para moradores da comunidade.


– A ideia é chamar a atenção de outros empresários para que também invistam nas UPPs. Quero fazer eventos para que aquelas crianças vejam os lutadores como ídolos, e, a partir disso, queiram se tornar atletas.


Faixa-preta do lendário mestre Carlson Gracie, Wallid defende que o papel de ídolo é fundamental para o desenvolvimento social das comunidades beneficiadas.


– Se você reparar, os nossos maiores lutadores tem origem humilde, como o Zé Aldo, Anderson Silva, Wanderlei, e até eu mesmo sou um exemplo disso. O lado social é o importante. Por isso não vamos apenas levar eventos de MMA, mas vamos fazer promoções e levar equipamentos de qualidade para as academias de lá.


Agendada para o próximo sábado (25), a próxima edição do Jungle Fight será realizada no Espírito Santo.

Jornal Midiamax