Geral

Juliana e Larissa faturam Mundial de Vôlei de Praia

As brasileiras Juliana e Larissa faturaram neste domingo o título do Mundial de Vôlei de Praia, realizado em Roma, na Itália. Na final, elas derrotaram as norte-americanas Walsh e May por 2 sets a 1, com parciais de 21/17, 13/21 e 16/14, e se vingaram das derrotas na final do torneio em 2005 e 2007, […]

Arquivo Publicado em 19/06/2011, às 18h33

None

As brasileiras Juliana e Larissa faturaram neste domingo o título do Mundial de Vôlei de Praia, realizado em Roma, na Itália. Na final, elas derrotaram as norte-americanas Walsh e May por 2 sets a 1, com parciais de 21/17, 13/21 e 16/14, e se vingaram das derrotas na final do torneio em 2005 e 2007, nas cidades de Berlim, na Alemanha, e Stavanger, na Noruega.

Donas de cinco títulos do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, Juliana e Larissa conseguiram o título mais expressivo da dupla. Em 2008, Juliana ficou fora da Olimpíada de Pequim por conta de uma lesão e Juliana foi eliminada precocemente. “São oito anos de parceria, muitas lesões nossas. Aprendemos muito, ganhamos maturidade quando ficamos fora da Olimpíada”, disse Larissa.

Neste ano, Juliana e Larissa enfrentaram Walsh e May três vezes e as brasileiras triunfaram em todos, sendo dois jogos do Circuito Mundial de Vôlei de Praia e a decisão do Mundial. No retrospecto geral, porém, a vantagem é da dupla norte-americana, com 12 vitórias e sete derrotas.

“Foi bom, entramos com confiança. Sabíamos que o momento era nosso, já estivemos do outro lado. É uma vitória de todos. Fizemos um trabalho forte, fomos mal em Pequim [na etapa do Circuito Mundial]. Queríamos muito esse resultado”, comemorou Larissa, em entrevista ao SporTV. “O jogo foi tenso, mas acreditamos até o fim. Não seria justo sair sem a vitória”, completou.

“Víamos de resultados ruins, então chegamos feridas. Treinamos a semana inteira”, disse Juliana. “Uma semana atrás, não tinha ninguém aqui, vim treinar, estava vazio e disse que em uma semana estaria aqui de novo [na final]. Foi uma semana impecável. Batemos na trave outras vezes”.

Com o título, Juliana e Larissa igualaram o feito de Adriana Behar e Shelda, que foram campeãs mundiais em 1999 e 2001, e de Sandra Pires e Jackie Silva, campeãs mundiais em 1997. A conquista veio com uma campanha perfeita, com oito vitórias. Na primeira fase, elas venceram as italianas Orsi Toth e Benazzi, as holandesas Kadjik e Mooen e as alemãs Köhler e Sude, todas por 2 sets a 0. Depois, no mata-mata, bateram as suíças Graessli e Goricanec por 2 a 0, as compatriotas Maria Clara e Carol também por 2 a 0, as norte-americanas Fendrick e Hanson por 2 sets a 1 e as checas Klapalova e Hajeckova por 2 a 0 antes da final deste domingo.

Jornal Midiamax