Geral

Judô brasileiro escolhe Sheffield como quartel-general na Inglaterra

A cerimônia de abertura das Olimpíadas de 2012 está marcada para o dia 27 de julho, mas a Confederação Brasileira de Judô já se apressou para encontrar o quartel-general da equipe na Inglaterra. Nesta semana, atletas, comissão técnica e dirigentes foram até Sheffield para analisar a cidade. E aprovaram. O grupo pôde ver de perto […]

Arquivo Publicado em 29/09/2011, às 00h32

None

A cerimônia de abertura das Olimpíadas de 2012 está marcada para o dia 27 de julho, mas a Confederação Brasileira de Judô já se apressou para encontrar o quartel-general da equipe na Inglaterra. Nesta semana, atletas, comissão técnica e dirigentes foram até Sheffield para analisar a cidade. E aprovaram.


O grupo pôde ver de perto fisioterapia, massagem e até dojô com câmeras para corrigir os movimentos. O hotel fica a poucos quilômetros do local de treinos, e uma ala já foi reservada para o judô brasileiro. Tudo para garantir a tranquilidade da delegação.


– Foi uma decisão muito importante, pois agora a gente percebe que vai ter muita paz e tranquilidade para se concentrar somente nos jogos – analisou o judoca Hugo Pessanha.


Ney Wilson Silva, coordenador técnico da seleção, sabe que a estrutura pode ajudar bastante o Brasil a conquistar medalhas.


– Aqui eles não precisam ficar dentro de um quarto, têm um espaço maior para poder realmente viver as Olimpíadas. Mas com todos os serviços, com tudo a seu favor.


Sheffield fica a quase 300km de distância de Londres, mas os benefícios podem chegar até lá. Ter atletas de ponta treinando na cidade é mais do que um orgulho, é uma oportunidade. Os judocas brasileiros participaram de eventos, como ministrar aulas para os moradores.


– Esse é o maior legado que as Olimpíadas podem deixar para um país. Não só fazer um esporte competitivo, mas um esporte social, que possa ter mais praticantes – comentou Daniel Hernandes.


Na cidade, também ficarão hospedadas equipes da Grã-Bretanha, da Sérvia, dos Estados Unidos e do Canadá.

Jornal Midiamax