Geral

Jornalista que matou Rogerinho vai à juri popular nesta terça-feira

O jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, 62 anos, que se envolveu em uma briga de trânsito com Aldemir Pedra Neto, 24 anos, que resultou na morte menino Rogerinho, Rogério Mendonça, de apenas 2 anos, será julgado nesta terça-feira (29) em júri popular. Segundo informações, Agnaldo e Aldemir discutiram por causa do trânsito na região central de […]

Arquivo Publicado em 28/11/2011, às 19h05

None

O jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, 62 anos, que se envolveu em uma briga de trânsito com Aldemir Pedra Neto, 24 anos, que resultou na morte menino Rogerinho, Rogério Mendonça, de apenas 2 anos, será julgado nesta terça-feira (29) em júri popular.


Segundo informações, Agnaldo e Aldemir discutiram por causa do trânsito na região central de Campo Grande. Os tiros foram disparados pelo jornalista na avenida Mato Grosso quase esquina com a rua Rui Barbosa. Rogerinho estava no banco traseiro da caminhonete onde foi atingido por um dos cinco tiros disparados pelo jornalista.


A irmã de Rogerinho, na época com 5 anos, e o avô do garoto, João Afonso Pedra, 52 anos, também estavam no veículo. O avô foi atingido por um disparo no queixo.


Na época do crime, o tio do garoto, Aldemir Pedra Neto, 22 anos, respondia a processo no Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MS) por direção perigosa e teve a CNH suspensa por um mês. No dia do crime ele não estava impedido de conduzir veículo.

Jornal Midiamax