Geral

Japão detecta água com nível impróprio de iodo em Fukushima

O governo do Japão anunciou nesta segunda-feira (21) que detectou um nível de iodo radioativo três vezes superior ao limite legal na água corrente de um povoado situado a 40 km da central nuclear de Fukushima Daiichi, destacando que não há risco para a saúde. A usina foi bastante danificada pelo terremoto seguido de tsunami […]

Arquivo Publicado em 21/03/2011, às 01h51

None

O governo do Japão anunciou nesta segunda-feira (21) que detectou um nível de iodo radioativo três vezes superior ao limite legal na água corrente de um povoado situado a 40 km da central nuclear de Fukushima Daiichi, destacando que não há risco para a saúde.


A usina foi bastante danificada pelo terremoto seguido de tsunami do dia 11, e as autoridades tentam evitar um acidente nuclear mais grave.


O Ministério da Saúde informou que amostras de água da localidade de Iitatemura apresentam 965 becquerel por quilo, bem acima do limite de 300 becquerel por kg.


Uma pessoa ao beber um litro de água com o nível de 300 becquerel por kg absorve uma quantidade de radiação equivalente a décima quarta parte do que se recebe durante uma viagem de avião entre Tóquio e Nova York, destacou o ministério.


“Não há efeitos imediatos para a saúde se o consumo da água for temporário”, declarou o funcionário do ministério Shogo Misawa. “Mas, por precaução, recomendamos que a população evite tomá-la.”


A província de Fukushima fornecerá água potável para os 4 mil habitantes da localidade.


Na quinta-feira, foi detectado um nível de 308 becquerel por kg na água de Kawamata, outro povoado de Fukushima, mas esta taxa caiu a 155 na sexta-feira e a 123 no sábado, informou o ministério.

Jornal Midiamax