Geral

Instituto International Paper leva para Três Lagoas a Cidade do Livro

Crianças entre 5 a 10 anos poderão participar das atividades da cidade cenográfica montada entre os dias 31 de outubro e 11 de novembro, no espaço Arena Mix. O objetivo é estimular a leitura entre o público infantil.

Arquivo Publicado em 20/10/2011, às 17h56

None
1880750737.JPG

Crianças entre 5 a 10 anos poderão participar das atividades da cidade cenográfica montada entre os dias 31 de outubro e 11 de novembro, no espaço Arena Mix. O objetivo é estimular a leitura entre o público infantil.


O Instituto International Paper (IIP) leva para Três Lagoas o projeto Cidade do Livro Itinerante. O evento acontecerá entre os dias 31 de outubro a 11 de novembro, no espaço para eventos Arena Mix, na saída para São Paulo. A idéia é estimular a leitura de crianças entre cinco a 10 anos, pertencentes à rede pública de ensino, através de peças teatrais. É a primeira vez que a IIP promove o projeto na região Centro-Oeste.



Para conquistar o público infantil, o IIP montará uma cidade cenográfica onde serão apresentadas, diariamente, peças teatrais. O espaço será distribuído em uma área de aproximadamente 275 metros quadrados, com vários ambientes.



Durante a visita, os estudantes aprenderão sobre a importância dos livros e de temas atuais da sociedade, como saúde, meio ambiente, pluralidade cultural, ética e cidadania.



A apresentação do projeto aconteceu nesta quarta-feira (19), biblioteca Rosário Congro, em Três Lagoas. Participaram da cerimônia, membros da International Paper (IP), alunos do projeto de Inclusão Digital da Comunidade Kolping, a prefeita Márcia Moura (PMDB), o secretário municipal de esportes, juventude e lazer, Sávio Bernardes, diretores e servidores municipais, o secretário de desenvolvimento econômico, Marco Garcia e a imprensa em geral.



O IIP conta com a parceria da Prefeitura de Três Lagoas. Durante os onze dias de programação, cerca de 7 mil crianças, do 1° ao 6° ano, além dos filhos de profissionais da IP e parceiros do projeto, vivenciarão as diversas atrações da Cidade do Livro gratuitamente. O agendamento será feito através da Secretaria Municipal de Educação.



“O IIP acredita que o conhecimento é a principal riqueza do ser humano, pois ele se traduz em desenvolvimento e benefícios para a comunidade, sendo capaz de transformar a realidade. A Cidade do Livro vem como um projeto capaz de incentivar o contato com os livros e, consequentemente, estimular o hábito da leitura”, destacou o presidente do IIP.



Em sua fala, a prefeita e também professora, Márcia Moura, ressaltou a importância da leitura seja de livros, jornais, revistas, gibis, como forma de interagir com o mundo literário, além de criar o hábito da leitura. “Esse projeto vem somar ao crescimento cultural de nossas crianças”.



A aluna da Comunidade Kolping, estudante do 3° ano do ensino médio, Amara Canan, aproveitou a oportunidade para sugerir atividade cultural voltada para o público adolescente.



“Nós, estudantes do ensino médio, gostaríamos que houvesse na Cidade uma bienal do livro, com palestras, oficinas e tudo mais que um evento como esse pode proporcionar. Isto iria contribuir para nossa formação e na conquista pela vaga em uma boa universidade”, indicou.



Já Edlayne Cristina Caetano Pereira, também aluna do Kolping e do 3° ano, disse que espera que, no próximo ano, o projeto se estenda aos jovens de mais idade.



“Quem sabe no ano que vem eles criem um espaço para nós. De forma diferente, mas com o mesmo objetivo – estimular a leitura. Estamos prestes a prestar o Enem, seria muito bom que desde o início do ensino médio pudéssemos contar com apoios como esse”.



Atrações da Cidade do Livro



Diariamente, ocorrerão seis apresentações nas quais os participantes poderão percorrer por vários espaços, dentre eles:



– Cantinho da Leitura: livraria infantil com livros disponíveis para leitura.


– Prefeitura: encenação de um teatro de bonecos sobre a importância da leitura e cidadania.


– Casa da Vó Cotinha: contadora de histórias com interação das crianças.


– Oficina de Artes: atividades artísticas para confecção de um livro artesanal.


– Castelo das delícias: atividade sobre dieta balanceada e a coleta seletiva.



O personagem Chamequinho – da linha de papéis da International Paper voltada para o público infantil e educadores – percorrerá a Cidade do Livro, interagindo com as crianças. O mascote contará sobre a história da International Paper e o pioneirismo em Três Lagoas, como a primeira empresa do setor de papel e celulose a se instalar na região, há mais de 20 anos.

Jornal Midiamax