Geral

Indígenas de MS participam de fórum sobre educação na Colômbia

Indígenas universitários de Mato Grosso do Sul vão participar do Fórum “Educación propia: una estrategia milenaria y cultural en defensa de la madre tierra”, realizado pela Organização Indígena de Antioquia, na Colômbia. O evento acontece entre os dias 17 e 21 de outubro. Participam do fórum a coordenadora local da Rede de Saberes da Universidade […]

Arquivo Publicado em 16/10/2011, às 10h45

None

Indígenas universitários de Mato Grosso do Sul vão participar do Fórum “Educación propia: una estrategia milenaria y cultural en defensa de la madre tierra”, realizado pela Organização Indígena de Antioquia, na Colômbia. O evento acontece entre os dias 17 e 21 de outubro.


Participam do fórum a coordenadora local da Rede de Saberes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Beatriz Landa, o bacharel em Direito, Luiz Henrique Eloy Amado, formado pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), a pedagoga Jussara Dias Nimbú, formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul de Aquidauana (UFMS), o acadêmico de História da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Ronildo Jorge e a acadêmica de Turismo da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Tatiane Martins. Todos acadêmicos indígenas, apoiado pelo Projeto Rede de Saberes.


Nos dias 17 e 18 o grupo fará visitas às comunidades indígenas próximas a Medellín, cidade onde acontecerá o evento. Eles participarão do fórum falando de suas experiências nas universidades de Mato Grosso do Sul, estado com a segunda maior população indígena do país e cerca de 700 índios cursando ensino superior. O evento objetiva promover intercâmbio para o debate acerca da construção de processos educativos próprios e interculturais.


Rede de saberes


O Projeto Rede de Saberes apoia a permanência de indígenas no ensino superior, atuando com recursos da Fundação Ford, por meio de parceria entre a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul de Aquidauana (UFMS).


Acadêmicos de outras universidades do estado também participam dos eventos promovidos pelo Rede de Saberes. O Rede de Saberes estimula e orienta a iniciação científica, têm laboratórios de informática, oferece cursos de extensão, monitorias e auxilia na cópia e impressão de material. O coordenador geral é o professor da UCDB, Doutor em História, Antonio Brand.

Jornal Midiamax