Geral

Imortalidade tem limite: derrota no Chile elimina Grêmio da Libertadores

Os gremistas se prendiam à famosa imortalidade tricolor, mas nem ela foi capaz de ignorar tantos problemas. No estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago, no Chile, mais uma vez o sonho do tricampeonato continental teve de ser adiado, e o Grêmio deu um precoce adeus à Libertadores de 2011. A derrota por 1 a […]

Arquivo Publicado em 05/05/2011, às 01h51

None

Os gremistas se prendiam à famosa imortalidade tricolor, mas nem ela foi capaz de ignorar tantos problemas. No estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago, no Chile, mais uma vez o sonho do tricampeonato continental teve de ser adiado, e o Grêmio deu um precoce adeus à Libertadores de 2011. A derrota por 1 a 0 expôs a limitação de um time que passou por todos os tipos de contratempos nos últimos dias: lesões em série, dispensa de Carlos Alberto, expulsão de Borges e derrota, nos pênaltis, no Gre-Nal de domingo.


Como consolação, se isso é possível neste momento, pelo menos um grande motivo para sorrir. Momentos antes do apito inicial de Carlos Amarilla, o arquirrival Internacional foi surpreendido pelo Peñarol no Beira-Rio e também deu adeus à Libertadores. Se não avançaram às quartas de finais, os gremistas, pelo menos, não sofrerão com as provocações adversárias, haja vista que o Rio Grande do Sul não terá muita vontade de falar sobre futebol nesta quinta-feira.

Jornal Midiamax