Geral

II Conferência Estadual marca conquistas para a população LGBT

A solenidade de abertura da II Conferência Estadual de Políticas Públicas e Direitos Humanos da População de Lésbicas, Bissexuais, Gays, Travestis e Transexuais (LGBT) aconteceu nesta quarta-feira (21), às 18h30, na Morada dos Baís. O evento foi marcado pela conquista de muitos direitos que há tempos vêm sendo reivindicados, um deles é o Conselho Estadual […]

Arquivo Publicado em 22/09/2011, às 16h15

None

A solenidade de abertura da II Conferência Estadual de Políticas Públicas e Direitos Humanos da População de Lésbicas, Bissexuais, Gays, Travestis e Transexuais (LGBT) aconteceu nesta quarta-feira (21), às 18h30, na Morada dos Baís. O evento foi marcado pela conquista de muitos direitos que há tempos vêm sendo reivindicados, um deles é o Conselho Estadual que o governo do Estado institui e publica nesta quinta-feira (22) no Diário Oficial do Estado.


A Setas (Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência SociaL), por meio do CentrHo/MS (Centro de Referência em Direitos Humanos de Prevenção e Combate à Homofobia de Mato Grosso do Sul), promove até sexta-feira (23) em período integral, a Conferência Estadual que é um espaço de discutição, proposição e elaboração em conjunto com a sociedade, políticas públicas voltadas ao combate à pobreza, à discriminação e a promoção dos direitos humanos e da cidadania da população LGBT de Mato Grosso do Sul.


O diretor-geral da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social, Álvaro Cardoso de Ávila, reafirmou o compromisso do governo em apoiar a população LGBT. “O governo do Estado sempre está implantando ações de combate a qualquer tipo de discriminação tanto que Mato Grosso do Sul é o primeiro a realizar esta II Conferência Estadual para discussões e propostas para serem levadas a Nacional.


Nosso Estado criou o Plano LGBT, tem uma coordenação local de referência que é o CentrHO e agora o Conselho Estadual, isso é um avanço para a população LGBT”, afirma o diretor. A Conferência prossegue nesta quinta-feira (22) com a leitura da aprovação do regimento interno, além das palestras: Desafios das Políticas Públicas; Visibilidade das Mulheres Lésbicas; Educar para a Vida é Educar para a Diversidade; A Militância LGBT; Políticas de Assistência Social, Juventude, Saúde e Segurança Pública no Combate à Homofobia e a apresentação de estudos e pesquisas em diversidade sexual em Mato Grosso do sul.


Todas as propostas serão encaminhadas para a Conferência Nacional de Políticas Públicas e Direitos Humanos LGBT, que será realizada entre os dias 15 e 18 de dezembro, em Brasília, com o tema: “Por um país livre da pobreza e da discriminação: Promovendo a cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais – LGBT”.


A abertura da Conferência contou com diversas autoridades, dentre elas o deputado Junior Mochi, a presidente da Associação das Travestis de Mato Grosso do Sul, Cris Stefany, a subsecretária da Mulher e da Promoção da Cidadania, Carla Stephanini, o ouvidor do Ministério Público, Celso Botelho, a superintendente das Políticas de Direitos Humanos do Estado, Yrama Barbosa, e o coordenador do Centro de Referência e Combate à Homofobia, Leonardo Bastos. Local Nesta quinta e sexta-feira, a Conferência Estadual acontece na rua: Antônio Maria Coelho, 6.000 – Parque das Nações Indígenas.

Jornal Midiamax