Geral

Homem confessa ter esquartejado menina que fez barulho

A Polícia Civil da Bahia prendeu nesta segunda-feira um lavrador de 40 anos acusado de esquartejar uma menina de 4. O caso aconteceu no domingo, no bairro de Fazenda Laranjeira, na localidade de Nova Brasília, zona rural de Ipirá (206 km de Salvador). Incomodado com o barulho que a criança fazia ao brincar na rua, […]

Arquivo Publicado em 27/09/2011, às 01h42

None

A Polícia Civil da Bahia prendeu nesta segunda-feira um lavrador de 40 anos acusado de esquartejar uma menina de 4. O caso aconteceu no domingo, no bairro de Fazenda Laranjeira, na localidade de Nova Brasília, zona rural de Ipirá (206 km de Salvador).


Incomodado com o barulho que a criança fazia ao brincar na rua, Manoel Batista Santa Rosa a levou para um terreno baldio por volta das 18h, onde cometeu o crime. Sua casa é vizinha a dos pais da vítima. Moradores que o viram procuraram saber dele o que havia acontecido. Pressionado, confessou o crime. Depois de chamada, a Polícia Militar ouviu a mesma versão e acionou a Civil, que foi levada pelo homem ao local onde estava o corpo.


De acordo com o delegado Caryl Oliveira, o lavrador alegou sofrer distúrbios mentais, mas a hipótese foi descartada porque ele possui Carteira de Habilitação desde 1992, carro próprio e passaporte tirado pela internet. A polícia apurou também que o acusado possui R$ 15 mil em um banco, provenientes da venda de uma propriedade rural em seu nome no valor de R$ 27 mil. Manuel tentou, no começo do mês, ir a Portugal, mas voltou provavelmente deportado. “Uma pessoa que sofre de distúrbios mentais não possui todos estes documentos, conta bancária ou viaja para o exterior. A hipótese de que ele é doente mental está descartada”, disse o delegado.

Jornal Midiamax