Geral

Homem acusado de estupro é inocentado por exame em Três Lagoas

No dia 06 de julho Inácio Dias Miranda foi alvejado a tiros na porta de sua casa no Bairro Paranapungá. O histórico foi que ele estava em sua casa quando uma moto com dois passageiros chegou e o chamou, ele saiu à frente e os passageiros da moto lhe alvejaram com vários tiros. Ele chegou […]

Arquivo Publicado em 29/09/2011, às 19h43

None

No dia 06 de julho Inácio Dias Miranda foi alvejado a tiros na porta de sua casa no Bairro Paranapungá.

O histórico foi que ele estava em sua casa quando uma moto com dois passageiros chegou e o chamou, ele saiu à frente e os passageiros da moto lhe alvejaram com vários tiros. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos, vindo a morrer no hospital.

Inácio foi preso em 2010, acusado de estuprar sua enteada que tem problemas mentais, filha de sua mulher, na época.

A irmã de Inácio, Maria Aparecida Rodriguez, 47 (na foto), desconfia que o crime tenha sido motivado por vingança por conta do suposto estupro da vulnerável.

Foi pedido um exame de DNA na época, para determinar se ele havia cometido o estupro.

Nessa terça-feira (27) o resultado do exame chegou e ficou determinado que Inácio não tinha sido o autor do suposto estupro, que as manchas de sangue encontradas não pertenciam nem a ele, nem a vítima menor.

Segundo dados da PM o índice de homicídios em Três Lagoas tem aumentado em relação ao ano passado, a polícia tem feito ações ostensivas para tentar diminuir os casos.

A polícia não tem sucesso na procura dos autores do homicídio em diligências na região, na época dos fatos.

Jornal Midiamax