Geral

Furto de energia acumula prejuízo de R$ 112 milhões anuais, diz Enersul

O furto de energia praticado nas 73 cidades abastecidas pela Enersul em Mato Grosso do Sul resulta em um prejuízo de R$ 112 milhões. A informação é da assessoria da empresa, que afirma que a energia furtada daria para abastecer uma cidade do tamanho de Dourados. Com isso, o consumidor acaba pagando cerca de 5% […]

Arquivo Publicado em 03/12/2011, às 14h30

None
O furto de energia praticado nas 73 cidades abastecidas pela Enersul em Mato Grosso do Sul resulta em um prejuízo de R$ 112 milhões. A informação é da assessoria da empresa, que afirma que a energia furtada daria para abastecer uma cidade do tamanho de Dourados.
Com isso, o consumidor acaba pagando cerca de 5% a mais na conta do que pagaria caso este problema não acontecesse. 
No decorrer desta semana, o departamento de perícia da Polícia Civil registrou quatro boletins de ocorrência, por constatar nos padrões de energia elétrica, alterações que mascaravam a medição do consumo. Três desses estabelecimentos ficam em Campo Grande (MS) e um na cidade de Dourados (MS).
Num barzinho, localizado nos altos da avenida Afonso Pena, os peritos acompanhados pela equipe de fiscalização técnica da Enersul (Empresa de Energia Elétrica de Mato Grosso do Sul S.A.), identificaram uma adulteração que impedia do relógio marcar a energia utilizada no período de maior consumo. Num restaurante, que fica na avenida Ricardo Brandão, foi encontrada uma ligação clandestina para desviar do medidor toda a energia consumida.
Já em uma choperia próxima ao Parque dos Poderes, os peritos criminais descobriram, no padrão de energia, uma fraude que só deixava o relógio medir pouco mais de 60% de todo o consumo que o estabelecimento necessita para funcionar. Além dessa ocorrência, há outro registro pela mesma irregularidade. Em julho de 2006, na instalação de energia do local em questão foi encontrado o mesmo problema.(Colaborou Mariana Anunciação).
Jornal Midiamax