Geral

Fundação de Cultura e Conarq realizam oficinas gratuitas de Arquivologia no MIS

O governo do Estado, através da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e o Conarq – Conselho Nacional de Arquivos realizam entre os dias 18 e 20 de outubro, no auditório do MIS (Museu da Imagem e do Som), duas oficinas técnicas voltadas para a Arquivologia: Reformatação e Preservação de Acervos Documentais e […]

Arquivo Publicado em 29/09/2011, às 13h42

None

O governo do Estado, através da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e o Conarq – Conselho Nacional de Arquivos realizam entre os dias 18 e 20 de outubro, no auditório do MIS (Museu da Imagem e do Som), duas oficinas técnicas voltadas para a Arquivologia: Reformatação e Preservação de Acervos Documentais e Oficina Técnica sobre a Norma de Descrição Arquivística Brasileira.

A Oficina Técnica de Reformatação e Preservação de Acervos Documentais foi desenvolvida para solucionar dúvidas e eventuais problemas em relação ao arquivamento de documentos e informações em formato digital, seja texto, imagem, vídeo ou som, técnicas que ganham espaço em toda a sociedade.

O Conarq recebe consultas de instituições públicas e privadas, detentoras de acervos documentais de todas as regiões do país, solicitando orientações para reformatação de acervos documentais, microfilmagem e digitalização, preservação digital, questões sobre elaboração de projetos de reformatação, custos, metodologias, questões legais, entre outras dúvidas.

O curso oferece os subsídios necessários para a estruturação de um projeto de reformatação que atenda as boas práticas e requisitos fundamentais, segundo a Resolução nº 31 do Conarq (Recomendação para digitalização de documentos arquivísticos permanentes), a fim permitir não só a preservação como a difusão de acervos documentais.

A oficina será ministrada por Alex Pereira Holanda, arquivista especialista em Gestão da informação e Gestão do patrimônio cultural e mestrando em Memória Social com pesquisas em patrimônio digital. Com 10 anos de atuação na área arquivística, há 5 anos atua na área de digitalização da Coordenação de Preservação de Acervo do Arquivo Nacional, onde desenvolve projetos, pesquisas e metodologias de trabalho. Participou de diversos grupos na instituição, entre eles o responsável pela elaboração da resolução n° 31. É membro da Câmara Técnica de Documentação Audiovisual, Iconográfica e Sonora do Conarq.

A Oficina Técnica sobre a Norma de Descrição Arquivística Brasileira estabelece parâmetros para que a descrição de documentos arquivísticos seja consistente, apropriada e auto-explicativa. Para isso é indispensável a adoção de normas específicas para esse fim. A normalização da descrição amplia o potencial dos instrumentos de pesquisa, simplificando o acesso e sua utilização pelos usuários, uma vez que estrutura as informações de maneira padronizada.

A padronização da descrição contribui para que as entidades custodiadoras de acervos arquivísticos realizem, com eficácia, o tratamento técnico dos acervos documentais, proporcionando economia dos recursos disponíveis, melhorando a recuperação das informações, além de viabilizar um intercâmbio eficaz entre as diversas instituições arquivísticas.

Para responder a essa necessidade, o Conselho Nacional de Arquivos, por meio de sua Câmara Técnica de Normalização da Descrição Arquivística elaborou a Norma Brasileira de Descrição Arquivística – Nobrade, que estabelece diretivas para a descrição de documentos arquivísticos, compatíveis com as normas internacionais, visando à padronização de procedimentos em sistemas de arquivos.

Garante melhor qualidade técnica dos processos de descrição arquivística, maiores possibilidades de pesquisa para os usuários e maior eficiência no intercâmbio de informações entre as instituições.

Será ministrada por Cristina Ruth Santos, licenciada em História com estágio técnico nos Archives de France. É membro da Câmara Técnica de Normalização da Descrição do Conselho Nacional de Arquivos, técnica do Arquivo Nacional e exerce funções relativas à normalização da descrição dos sistemas SIAN e Memórias Reveladas.

A Oficina Técnica de Reformatação e Preservação de Acervos Documentais acontece nos dias 18 e 19 de outubro (terça e quarta), das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17 horas. Já a Oficina técnica sobre a Norma Brasileira de Descrição Arquivística acontece dia 20 (quinta-feira), nos mesmos horários e também no auditório do MIS (Museu da Imagem e do Som).

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail: [email protected] O MIS está no 3º andar do Memorial da Cultura e da Cidadania, que fica na Avenida Fernando Correa da Costa, nº 559, no Centro de Campo Grande.

Jornal Midiamax