Geral

Funcionários da Enersul fazem mobilização por aumento salarial

Aproximadamente cem funcionários da empresa concessionária de abastecimento de energia elétrica de Mato Grosso do Sul a Enersul, fazem uma manifestação na manhã desta segunda-feira (5), em frente à sede da empresa em Campo Grande, na avenida Gury Marques, saída para São Paulo. Os trabalhadores reivindicam aumento real de até 4% acima do INPC (Índice […]

Arquivo Publicado em 05/12/2011, às 13h54

None
526828704.jpg

Aproximadamente cem funcionários da empresa concessionária de abastecimento de energia elétrica de Mato Grosso do Sul a Enersul, fazem uma manifestação na manhã desta segunda-feira (5), em frente à sede da empresa em Campo Grande, na avenida Gury Marques, saída para São Paulo.

Os trabalhadores reivindicam aumento real de até 4% acima do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que está na faixa de 6,5%.

Elvio Marcos Vargas presidente do Sinergia-MS (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria e Comércio de Energia no Mato Grosso do Sul), aponta como contraditório o lucro de R$ 120 mi que a empresa terá neste ano em relação à proposta de aumento salarial de 0,84% dada pela Rede de Energia, responsável pela Enersul. Segundo Vargas a mobilização também ocorre no interior do Estado.

Ele dá o exemplo do salário de R$ 1 mil de um eletricista, que segundo ele é baixo por conta do risco da profissão. Por conta disso a categoria pede uma maior participação de lucros e resultados.

Em Mato Grosso do Sul existem 900 funcionários e em Campo Grande são aproximadamente 500. De acordo com o sindicato, após reunião com a empresa será feito assembléia com os trabalhadores e caso não haja acordo a paralisação não está descartada.

Uma cartilha do Sinergia-MS exemplifica a ação como Campanha Salarial da Enersul onde as principais bandeiras são: salário justo, ganho real, participação nos lucros e resultados, política de emprego e manutenção e ampliação dos direitos adquiridos.

De acordo com a Enersul, foi feito uma primeira proposta para negociação que está em andamento. A respeito dos serviços, a concessionária informou que não houve nenhuma paralisação. (Matéria editada para acréscimo de informações).

Jornal Midiamax