Geral

Fraude: golpistas usam nome do Ministério Público Federal para roubar senhas por e-mail

Intimação para suposta audiência em tribunal federal esconde vírus. Ao acessar conteúdo, internauta pode colocar em risco a segurança de seus dados pessoais

Arquivo Publicado em 14/02/2011, às 12h00

None
1895014760.png

Intimação para suposta audiência em tribunal federal esconde vírus. Ao acessar conteúdo, internauta pode colocar em risco a segurança de seus dados pessoais

O envio de mensagens fraudulentas com objetivo de roubar senhas e informações privilegiadas dos internautas já virou algo corriqueiro no mundo virtual. Mas, desta vez, golpistas estão usando o nome do Ministério Público Federal (MPF) para “intimar” desavisados sobre comparecimento em suposta audiência no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).


O e-mail apela à linguagem jurídica na tentativa de ludibriar o destinatário. Basta um olhar mais atento, porém, para reconhecer a fraude. No texto, o MPF intima a comparecer ao TRF-4, mas não informa o endereço da audiência. O Tribunal da 4ª Região atende aos estados da região Sul: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.


O assunto tem a ver com “compras fraudulentas na empresa Americanas.com”. A armadilha está presente na omissão do dia em que a suposta audiência ocorreria. Ao despertar a curiosidade de quem recebe o e-mail, o golpista oferece um atalho para baixar a intimação.


O arquivo anexado à mensagem é, na verdade, um vírus ou cavalo de tróia que se instala no computador do destinatário e passa a agir como um verdadeiro espião. Senhas e mensagens são repassadas secretamente ao fraudador pela Internet, sem que a pessoa perceba.


O suposto processo tramita na 2ª Vara Federal Criminal, mas novamente a falta de informação compromete a veracidade do texto. Isso porque há varas dessa modalidade em Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre. Ainda, ao fazer uma consulta com o número do tal “procedimento investigatório” no portal do TRF-4, a mensagem de retorno é que o “processo não é da 4ª Região”.


Por fim, o remetente da mensagem é Domingos Sávio Moreira dos Santos Macedo, da Procuradoria Geral da União. Mas há um equívoco aqui: o suposto procurador é, na verdade, um pesquisador na área de biologia.


Dicas de segurança


A ONG SaferNet Brasil, que promove campanhas de prevenção e uso consciente da Internet, dá dicas aos internautas que querem manter afastado o risco de golpes. Confira:


– Jamais acredite em pedidos de pagamento, correção de senhas ou solicitação de qualquer dado pessoal por e-mail. Comunique-se por telefone com a instituição que supostamente enviou o e-mail e confira o assunto;
– Troque sua senha periodicamente;
– Não aceite nem abra e-mail de desconhecidos! Simplesmente apague sem ler;
– Procure saber a origem da informação e se o responsável é de confiança ou conhecido;
– Atualizar o anti-vírus e usar anti-spam pode ajudar;
– Para denunciar Spam vá ao www.antispam.br;
– Veja mais dicas e tire dúvidas no www.safernet.org.br/prevencao

Jornal Midiamax