Geral

Forças de Kadhafi tentam retomar cidades próximas à capital da Líbia

Forças de segurança do ditador líbio Muammar Kadhafi se confrontaram com rebeldes armados nesta terça-feira (1º) para tentar retomar o controle de cidades próximas à capital Trípoli e criar uma zona tampão ao redor de sua sede de poder. Os confrontos cada vez mais violentos ameaçam transformar a rebelião popular que já dura 15 dias […]

Arquivo Publicado em 01/03/2011, às 23h14

None

Forças de segurança do ditador líbio Muammar Kadhafi se confrontaram com rebeldes armados nesta terça-feira (1º) para tentar retomar o controle de cidades próximas à capital Trípoli e criar uma zona tampão ao redor de sua sede de poder. Os confrontos cada vez mais violentos ameaçam transformar a rebelião popular que já dura 15 dias na Líbia em uma prolongada guerra civil.


Líderes militares que tentam criar uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia admitiram nesta terça que esta pode ser uma tarefa complexa, que exige neutralizar a defesa de Kadhafi.


O filho do ditador líbio, Seif al-Islam, alertou as forças ocidentais de que uma ação militar contra a Líbia será respondida e disse que o país está preparado para defender-se contra a intervenção estrangeira.


“Se eles nos atacarem, estamos prontos”, disse à Sky News, acrescentando que o regime de Kadhafi está pronto para implementar as reformas.


 repressão aos rebeldes que tentam derrubar Kadhafi -no poder desde 1969- gerou caos no país, com centenas de mortes, muitos feridos e colapso na fronteira com a Tunísia por conta da fuga de moradores em pânico.


Kadhafi enviou forças para uma zona de fronteira no oeste do país, enquanto seu filho Saif al Islam repetiu que o veterano governante não renunciará nem partirá para o exílio.


O coronel já perdeu o controle sobre grande parte do país, após duas semanas de revolta, a mais sangrenta na atual onda de levantes no mundo árabe.


Em Moscou, uma fonte do Kremlin sugeriu que Kadhafi deveria renunciar, pois se trata de “um cadáver político vivo”.

Jornal Midiamax