Geral

FMI reduz previsão de crescimento do Brasil para 4,1% em 2011

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu para 4,1% a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2011, de acordo com o projeções divulgadas nesta sexta-feira (17). No relatório divulgado em abril, o Fundo projetava alta de 4,5% no PIB. Para 2012, o FMI também reduziu a perspectiva de expansão da economia […]

Arquivo Publicado em 17/06/2011, às 12h19

None

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu para 4,1% a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2011, de acordo com o projeções divulgadas nesta sexta-feira (17). No relatório divulgado em abril, o Fundo projetava alta de 4,5% no PIB.


Para 2012, o FMI também reduziu a perspectiva de expansão da economia brasileira, de 4,1% para 3,6%.


A previsão de crescimento da economia mundial este ano também foi reduzida em relação ao relatório de abril, de 4,4% para 4,3%. Houve redução, ainda, nas perspectivas de alta do PIB dos Estados Unidos em 2011 (de 2,8% para 2,5%) e 2012 (de 2,9% para 2,7%).


No Japão, a expansão de 1,4% esperada pelo Fundo em abril foi revista para uma contração de 0,7%, em decorrência dos efeitos econômicos do terremoto seguido de tsunami registrado no país. Já as perspectivas para 2012 foram revistas para cima, de 2,1% para 2,9%.


Para a Índia e a China, as expectativas para a economia em 2011 foram mantidas em 7,8% e 9,5%, respectivamente.


“A atividade está desacelerando temporariamente, e os riscos de baixa voltaram a aumentar. A expansão global segue desbalanceada. O crescimento em muitas economias avançadas ainda é fraco, considerando a profundidade da recessão”, diz o FMI no relatório. “O crescimento na maioria dos países emergentes e economias em desenvolvimento continua forte”.

Jornal Midiamax