Geral

FMI apoiará corte de juro pelo BCE se crescimento desacelerar

O Fundo Monetário Internacional (FMI) vai apoiar um corte da taxa de juros pelo Banco Central Europeu (BCE), conforme o crescimento da zona do euro está desacelerando fortemente e praticamente não há expectativas com a inflação, disse nesta sexta-feira o presidente do departamento europeu para o Fundo, Antonio Borges. Após duas altas no primeiro semestre […]

Arquivo Publicado em 23/09/2011, às 22h52

None

O Fundo Monetário Internacional (FMI) vai apoiar um corte da taxa de juros pelo Banco Central Europeu (BCE), conforme o crescimento da zona do euro está desacelerando fortemente e praticamente não há expectativas com a inflação, disse nesta sexta-feira o presidente do departamento europeu para o Fundo, Antonio Borges.

Após duas altas no primeiro semestre do ano, que elevou o juro a 1,5% ao ano, o BCE sinalizou uma pausa no ciclo de aperto monetário, mas muitos economistas esperam que o banco corte o juro na próxima reunião de política monetária. O FMI parece compartilhar esse sentimento. “A política monetária pode ser menos concentrada na inflação”, disse Borges a jornalistas.

“Neste exato momento, preocupações inflacionárias são praticamente inexistentes. Isso torna possível expandir mais a política monetária. Muitas pessoas esperam que isso aconteça e, caso ocorra, daremos muito apoio”, disse Borges.

A Comissão Europeia prevê que o crescimento econômico da zona do euro, formada por 17 países, desacelere para 0,1% numa base trimestral no terceiro e quarto trimestres. No segundo trimestre, a alta foi de 0,2% e no primeiro, de 0,8%. “A situação econômica se tornou muito menos favorável”, afirmou Borges. “Até mesmo as economias melhores estão desacelerando significativamente, o que certamente é preocupante.”

Jornal Midiamax