Geral

Flamengo para em Neymar, só empata em casa e se distancia da ponta

A habilidade e o oportunismo de Neymar tiraram do Flamengo a chance de encostar na liderança do Brasileirão. Com um empate por 1 a 1 no Engenhão, na noite deste domingo, pela 31ª rodada, os cariocas pararam na quarta posição, com 52 pontos, ainda na zona de classificação da Libertadores. O craque do Peixe marcou, […]

Arquivo Publicado em 23/10/2011, às 23h00

None

A habilidade e o oportunismo de Neymar tiraram do Flamengo a chance de encostar na liderança do Brasileirão. Com um empate por 1 a 1 no Engenhão, na noite deste domingo, pela 31ª rodada, os cariocas pararam na quarta posição, com 52 pontos, ainda na zona de classificação da Libertadores. O craque do Peixe marcou, de pênalti, o primeiro gol do jogo, após bela jogada de Allan Kardec. O criticado atacante rubro-negro Deivid fez, de cabeça, já no segundo tempo.


Quem esperava algo pelo menos próximo ao primeiro tempo cheio de gols e alternativas do primeiro turno ficou profundamente decepcionado. O que poderia ser interpretado como uma fase inicial de estudos e respeito mútuo por parte dos times acabou se revelando falta de inspiração e criatividade mesmo. Por parte do Flamengo, com o meio campo acéfalo em termos de criatividade formado por Maldonado, Willians e Renato Abreu, apenas o lateral direito Léo Moura conseguia levar algum perigo quando acionado. No Santos, Neymar tentou algumas jogadas individuais, mas o resto do time não conseguia dar sequencia


Sendo assim o primeiro lance de perigo da primeira etapa aconteceu apenas aos 21 minutos,quando Neymar ajeitou de cabeça e Renteria deu belo chute da entrada da área, forçando Felipe a fazer bela defesa, espalmando para escanteio. O Santos ainda ameaçou aos 34, graças ao talento de seu principal jogador. Neymar driblou três adversários, mas foi travado por Wellinton na hora do chute.


O Flamengo, por sua vez, levou algum perigo de fato apenas na parte final do primeiro tempo. Aos 43 o lateral esquerdo Júnior César chutou e obrigou Rafael a espalmar para corner. Já nos acréscimos foi a vez de Jael dominar a bola após um chutão para a área e arrematar. Atento, o goleiro santista tornou a mandar a bola pela linha de fundo.


A segunda etapa começou com o Santos buscando o primeiro gol, fato que aconteceu em uma jogada inusitada. Allan Kardec, que jamais prezou pela habilidade com a bola nos pés, entrou driblando na área e foi derrubado por Alex Silva. Pênalti que Neymar bateu com categoria e abriu o placar.


O gol acordou o Flamengo, que buscou o gol de empate, mas acabou endo prejudicado pela arbitragem, que anulou gol legal de Alex Silva, marcando impedimento. Antes disso Neymar foi derrubado na área e o árbitro também não marcou pênalti.


O Flamengo seguiu tentando o gol de empate e esteve perto disso com Diego Maurício, aos 20, quando o atacante recebeu na esquerda, cortou para o meio e bateu para bela defesa de Rafael. De tanto insistir e desperdiçar oportunidades, o Fla chegou ao empate aos 33 minutos: Júnior César cruzou da esquerda e Deivid acertou bela cabeçada, sem chances de defesa para o goleiro santista.


Após o gol o Flamengo, embalado pela torcida, partiu para tentar o gol da vitória, mas esbarrou na própria afobação e não conseguiu virar a partida. Neymar, aos 40, quase conseguiu fazer o gol que daria os três pontos ao Peixe.


Jornal Midiamax