Geral

Final do Brasileirão agita Campo Grande, corintianos já deram o título ao clube paulista

O Corinthians que perdeu apenas um clássico jogando no estádio do Pacaembu neste ano é o grande favorito nas ruas da capital morena.

Arquivo Publicado em 04/12/2011, às 15h14

None
1286891633.jpg

O Corinthians que perdeu apenas um clássico jogando no estádio do Pacaembu neste ano é o grande favorito nas ruas da capital morena.

A última rodada do Brasileirão acontece neste domingo com dois clássicos brasileiros: Corinthians x Palmeiras, no Pacaembu em SP, e Flamengo x Vasco, no Engenhão no RJ.


O Corinthians que perdeu apenas um clássico jogando no estádio do Pacaembu neste ano é o grande favorito nas ruas da capital morena. O vendedor de bandeiras de time, Benedito Aparecido Amaro, 58 anos, diz que este ano o campeonato é paulista, não tem carioca não.


“No ano passado e no ano retrasado o Rio de Janeiro levou a taça, este ano são os paulistas que vão comemorar”, comenta o vendedor que há mais de 20 anos trabalha com venda de artigos esportivos em frente à Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.


Seu Benedito emenda e conta que as vendas estão boas. “Hojé ta bom. Tá ótimo. Corinthians está saindo tudo, Vasco está devagar”, revela. Ele ainda palpita o placar. “Corinthians empata com 1×1 e Vasco perde de 3×1”.


Mais otimista, o pedreiro Lúcio Polidório, 33 anos, acredita que o Corinthians vai ganhar de 2×1. Ele, a mulher, Hizalina Mathias, 32 anos, e os filhos Luciano, 2 anos, e Luan, 11 meses, estão confiantes na vitória do timão. Vestidos com a camisa do clube paulista, a família passeava neste domingo na feira do Guanandy, em Campo Grande, MS.


O estudante Lindomar da Silva Evangelista, 16 anos, vai além, e acredita numa vitória esmagadora. Para ele, Palmeiras sai do Pacaembu com uma goleada de 3×0. “A expectativa é grande, vamos trazer o título”, diz.


(Sem) Esperança


O palmeirense Antônio Carlos Muniz, 38 anos, comerciário, confessa que está difícil, e perde a esperança de ganhar o jogo. “Tá difícil. Não quero que o Flamengo perca e que o Corinthians ganhe. Vou torcer para o Flamengo pelo menos empatar. Melhor o Vasco ganhar que o Corinthians”, diz o arquirrival do clube paulista.


Augusto César da Silva Souza, 29 anos, serviços gerais, não se importa que Corinthians esteja com vantagem. Para ele, o Vasco vai ganhar na raça. “Vai ser um jogo difícil, é contra o Flamengo, né? Mas, vamos ganhar”, diz otimista.


Comércio


A rivalidade nas ruas gera negócios no comércio. Os vendedores de bandeiras de clubes na cidade comemoram o aumento das vendas.


O feirante João Batista Luis Pereira, 61 anos, disse que as vendas de camisetas, toalhas de rosto e corpo de time, aumentaram neste domingo. As preferidas: Corinthians. “Só da Corinthians. A expectativa de todos é que ele seja o grande campeão”, diz.


As vendas nas conveniências também aumentaram. O caixa de uma conveniência do jardim São Bento, Felipe Souza, 21 anos, conta que as vendas já começaram a aumentar pela manhã, mas que a tarde a expectativa é grande. “Depois do almoço começa o movimento, todo mundo vem comprar sua cervejinha para assistir ao jogo”.

Jornal Midiamax