Geral

FCO decide neste mês revisão nas linhas de crédito com sugestões de Mato Grosso do Sul

O FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) terá um grupo de trabalho para rever as condições de financiamento. A decisão, tomada durante reunião do colegiado do FCO no mês de abril, em Campo Grande, foi oficializada nesta sexta-feira (6) pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra de Souza Coelho. Entre os pontos a serem avaliados, está […]

Arquivo Publicado em 06/05/2011, às 11h52

None

O FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) terá um grupo de trabalho para rever as condições de financiamento. A decisão, tomada durante reunião do colegiado do FCO no mês de abril, em Campo Grande, foi oficializada nesta sexta-feira (6) pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra de Souza Coelho.


Entre os pontos a serem avaliados, está a criação de uma linha de financiamento de ciência, tecnologia e inovação para os estados atendidos pelo FCO: Mato Grosso do Sul, Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal. Além disso, devem ser definidas condições especiais para os municípios “de economia estagnada”.


O Fundo também analisará a possibilidade de criar uma linha de financiamento de cultura e a revisão das condições na linha de Conservação da Natureza. Os projetos de custeio pecuário, como o confinamento de bovinos e bubalinos, também terão os limites revistos.


Atividades atualmente não financiáveis, como a fabricação e comercialização de cimento, também devem ser revisadas pelo Grupo de Trabalho, seguindo proposta formulada pela Secretaria-
Executiva do Conselho do FCO e pela representante de Mato Grosso do Sul, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias.


Cartão empresarial


Outra decisão do ministro Bezerra publicada nesta sexta-feira foi a implantação do Cartão Empresarial, também proposto pela representante de MS no Conselho do FCO.


Segundo o ministro Fernando Bezerra, o Grupo de Trabalho deve se reunir nos dias 30 e 31 deste mês, em Brasília, com a participação de todos os Conselheiros do Condel-FCO para os trabalhos.


Além da secretária estadual de Produção, Indústria, Comércio e Turismo, Tereza Cristina, Mato Grosso do Sul é representado no Conselho pelo secretário executivo do Conselho Estadual do FOC, Jerônimo Chaves, superintendente de agropecuária da Seprotur.

Jornal Midiamax