Júlia Fontanelli e o marido trafegavam pela BR-163 com um carro que havia sido roubado em Natal, a capital do Rio Grande do Norte

A Justiça de Mato Grosso do Sul fixou em R$ 3 mil a fiança para libertar a atriz pornô e o marido detidos 14 dias atrás, em Campo Grande, com um carro roubado em Natal (RN), informou o advogado do casal Abdala Macksoud Neto.

Juliana de Assis Novaes Cardoso, a Julia Fontanelli e o marido seguiam para Ponta Porã, onde disseram que iam fazer compras. Perto de Campo Grande, o casal foi parado numa barreira da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

O carro ocupado pelos dois tinha sinais de adulteração no chassi, além de placas frias. No dia da prisão – 10/08 – a polícia revelou que desconfiava que a dupla planejava negociar o carro na fronteira.

Macksoud Neto disse que a justiça determinou a fiança ontem à tarde. Hoje pela manhã, segundo o defensor, a família da atriz, que mora em São Paulo, juntava o dinheiro manda enviá-lo para cá. Juliana, que diz ter atuado em ao menos 200 filmes pornôs, está detida no presídio feminino de Campo Grande.

Juliana e o marido devem ser indiciados por receptação de carro roubado, adulteração de sinal identificador de veículo, uso de documento falso e falsidade ideológica.

Questionada durante a prisão pelos policiais sobre o envolvimento com o esquema para ‘esquentar’ no Paraguai carros roubados no Brasil, Juliana Cardoso se apresentou como ‘Júlia Fontanelli’ e afirmou que tinha profissão como atriz pornô, não precisando ‘participar de nenhum esquema’.