Geral

Fabio Edir é empossado como Reitor da UEMS, mas Governador falta ao evento

A cerimônia, realizada no Teatro Municipal de Dourados, contou com a presença de diversos políticos do Estado e da região, menos com a presença do governador, que, protocolarmente, era quem deveria dar posse ao reitor da instituição

Arquivo Publicado em 24/09/2011, às 14h20

None
1431140877.jpg

A cerimônia, realizada no Teatro Municipal de Dourados, contou com a presença de diversos políticos do Estado e da região, menos com a presença do governador, que, protocolarmente, era quem deveria dar posse ao reitor da instituição

Na noite desta sexta-feira (23), o novo reitor da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) foi empossado. A cerimônia, realizada no Teatro Municipal de Dourados, contou com a presença de diversos políticos do Estado e da região, menos com a presença do governador, que, protocolarmente, era quem deveria dar posse ao reitor da instituição.


Segundo informações, André, que esteve em Dourados na passagem do ministro Celso Amorim nesta quinta-feira (22), não voltou na sexta-feira por falta de teto para decolagem no aeroporto de Campo Grande. No lugar de Puccinelli, quem deu posse ao reitor foi o presidente estadual da Sanesul, José Carlos Barbosa, o “Barbosinha”.


Fabio Edir defende a busca de recursos para o fortalecimento institucional da universidade. Através desta bandeira de campanha de Fábio Edir venceu a eleição em julho com mais de 50% dos votos. Para ele, “a universidade é o principal agente de desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”.


Na opinião do novo reitor, além dos recursos, é preciso um projeto institucional para a Uems, onde quando liberadas, as verbas tenham destino certo. Recentemente, o novo reitor foi à Assembleia Legislativa, onde revelou aos parlamentares que a Uems tem previsão de receita para 2012 de R$ 79.250 milhões, mas, segundo ele, faltam R$ 42.880 milhões para um bom funcionamento da instituição, sem enforcar sua capacidade produtiva de pesquisa, ensino e extensão.


Além do presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, participaram da cerimônia o prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB), os deputados federais Marçal Filho (PMDB), Geraldo Resende (PMDB) e Antônio Carlos Biffi (PT), o deputado estadual Laerte Tetila (PT), a conselheira do Tribunal de Contas, Marisa Serrano, entre outras autoridades.


O reitor e a vice


Fabio Edir assumiu a reitoria em substituição a José Gilberto de Arruda. O atual reitor é bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Rio Claro (1991); mestre (1994) e doutor (1999) em Zoologia pela mesma instituição.


Atualmente é professor efetivo da Uems; coordenador do Laboratório de Ictiologia do Centro de Pesquisa em Biodiversidade – CPBio/Uems; pesquisador associado e presidente do Conselho Consultivo do Centro e Pesquisa do Pantanal – CPP, representando o Governo do Estado.


A vice, Eleuza Ferreira, que assumiu o lugar de Adilson Crepaldi, é graduada em Administração de Empresas pela Socigran (1984); mestre em Engenharia de Produção pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) em 2001 e doutoranda em Economia do Desenvolvimento pela UFRS (Universidade federal do Rio Grande do Sul).

Jornal Midiamax