Geral

Estatísticas indicam que 52 milhões de pessoas terão diabetes até 2030

Um em cada adulto pode desenvolver diabetes até 2030, indicam estatísticas mais recentes. Atualmente, o índice é um em cada 13. A região mais prejudicada seria a África, com uma elevação de até 90% em ocorrências da doença nas próximas duas décadas. O contingente de portadores equivaleria a 552 milhões de pessoas no mundo, aponta a Federação […]

Arquivo Publicado em 14/11/2011, às 21h16

None

Um em cada adulto pode desenvolver diabetes até 2030, indicam estatísticas mais recentes. Atualmente, o índice é um em cada 13. A região mais prejudicada seria a África, com uma elevação de até 90% em ocorrências da doença nas próximas duas décadas.


O contingente de portadores equivaleria a 552 milhões de pessoas no mundo, aponta a Federação Internacional de Diabetes, que apresentou um relatório nesta segunda-feira (14) com base em fatores como envelhecimento da população e mudanças demográficas.


Nessa estimativa, foram incluídos os dois tipos de diabetes, assim como casos não diagnosticados, mas a projeção é “conservadora”, diz a federação, pelos números não contabilizarem o impacto do aumento da obesidade. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), há 346 milhões de diabéticos no mundo.


A maioria das mortes (80%) ocorre em países em desenvolvimento. O diabetes tipo 2, que atinge pessoas da meia idade e está relacionado ao ganho de peso e à vida sedentária, predomina entre os doentes.

Jornal Midiamax