Geral

Empenhados recursos para conter erosão no Nova Lima e para obras de infraestrutura

O emprenho da bancada federal de Mato Grosso do Sul, em apresentar emendas ao Orçamento Geral da União, tem possibilitado a liberação de recursos para inúmeros projetos e obras elaborados pela equipe técnica da Prefeitura de Campo Grande que estão alavancando o desenvolvimento da Capital e, conseqüentemente, promovendo significativas melhorias na qualidade de vida de […]

Arquivo Publicado em 23/12/2011, às 21h37

None

O emprenho da bancada federal de Mato Grosso do Sul, em apresentar emendas ao Orçamento Geral da União, tem possibilitado a liberação de recursos para inúmeros projetos e obras elaborados pela equipe técnica da Prefeitura de Campo Grande que estão alavancando o desenvolvimento da Capital e, conseqüentemente, promovendo significativas melhorias na qualidade de vida de toda a população. Nesta sexta-feira (23), o prefeito Nelson Trad Filho recebeu informações de novas liberações de recursos para obras de infraestrutura.


Entre as emendas estão três de autoria do ex-deputado federal Nelson Trad, assumidas pelo deputado federal Fábio Trad, totalizando R$ 2,5 milhões. Deste total, R$ 500 mil são para obras de pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais no Jardim Tatiana. No valor de R$ 1 milhão será liberado recurso para pavimentação asfáltica, drenagem de águas pluviais e implantação de sinalização viária no bairro Atlântico Sul.


Na mesma mensagem que recebeu, o prefeito foi informado de que também será liberado um milhão de reais para obras de infraestrutura na Vila Vilma.


Por parte do deputado federal Luiz Henrique Mandetta, serão liberados do Orçamento Geral da União R$ 2,3 milhões. Deste total, R$ 1,3 milhão será destinado a obras de infraestrutura urbana (drenagem e pavimentação asfáltica) no corredor de transporte coletivo do Jardim Botafogo. Para ser aplicado na aquisição de equipamentos e materiais permanentes para a Associação Beneficente de Campo Grande (Santa Casa).


Nova Lima – O projeto que irá minimizar os efeitos provocados por fortes chuvas no bairro Nova Lima, como a erosão aberta na rua Marques de Herval, já poderá ser executado pela Prefeitura de Campo Grande. Foi publicada nesta sexta-feira (23), no Diário Oficial da União a portaria que reconhece a situação de emergência em Campo Grande, em razão de enchentes e inundações, com base no decreto municipal nº 11.658 de 03 de novembro de 2011, publicado no dia seguinte (04.11), no Diário Oficial do Município (Diogrande).


Também no Diário Oficial da União desta sexta-feira, foram publicadas as portarias que autorizam o empenho e transferências de R$ 5,9 milhões para ações de Defesa Civil, no caso o projeto a ser executado no bairro Nova Lima. Este recurso foi viabilizado graças á gestão decisiva do senador Waldemir Moka.


Em relação á erosão no bairro Nova Lima, para que o problema não provocasse mais transtornos aos moradores daquela região, a Prefeitura de Campo Grande executou algumas obras para amenizar os danos. Foi feita a recomposição do aterro, efetuado o desvio das águas e refeito o pavimento (asfalto) e a calçada danificada. Com os R$ 5,9 milhões que serão liberados, a Prefeitura irá executar obras de drenagem e instalar camadas de desaceleração das águas, a exemplo do que foi feito na erosão formada nas proximidades da área onde está sendo construído o Shopping Bosque dos Ipês.

Jornal Midiamax