Geral

Emerson abandona o time e Corumbaense procura outro centroavante

O presidente do Corumbaense, Francisco Vireira Neto, o Niquito, confirmou nesta quarta-feira (16) que o atacante Emerson não faz mais parte do elenco. O jogador deixou a concentração no último domingo e foi embora sem comunicar ninguém da diretoria. “Ele não nos disse nada. Simplesmente foi embora”, afirmou Niquito ao Diário. Segundo o técnico Baianinho, […]

Arquivo Publicado em 17/03/2011, às 12h57

None

O presidente do Corumbaense, Francisco Vireira Neto, o Niquito, confirmou nesta quarta-feira (16) que o atacante Emerson não faz mais parte do elenco. O jogador deixou a concentração no último domingo e foi embora sem comunicar ninguém da diretoria. “Ele não nos disse nada. Simplesmente foi embora”, afirmou Niquito ao Diário. Segundo o técnico Baianinho, o atacante chegou a comentar com os demais jogadores que estava com saudades da família.

“Parece que no sábado ele comentou que não queria ficar longe da mulher, da família e, no domingo, ele pegou as malas aqui, não deu satisfação para ninguém, nem mesmo para o gerente, o Wagner Pereira. Na manhã de hoje (quarta-feira), o presidente nos passou que, independente de qualquer coisa, ele não faz mais parte do plantel”, comentou o treinador. Apesar da baixa em um dos setores mais carentes do Carijó da Avenida, Baianinho apoiou a conduta da diretoria do clube.

“Eu concordo plenamente. Inclusive, nós não tivemos nenhum problema anterior e, na semana em que ele chegou, houve algumas coisas. Ele não queria trabalhar fisicamente, ele queria só jogar. O cara que está parado há quase dois anos e que não fazer aquilo que os outros fazem, realmente não queria fazer parte do plantel”, disse o técnico a este Diário. Agora o alvinegro pantaneiro volta a procurar no mercado mais um atacante de ofício. Enquanto isso não acontece, é a defesa que ganha mais uma peça.

“Tem um zagueiro que está aí (Jorge Santos, ex-Remo (PA) e tem um atacante (Assunção) que deve sair da Bahia e se apresentar ainda esta semana. Mas nós estamos buscando mais dois ou três jogadores também. Já conversamos com o presidente, só que as dificuldades são enormes. A gente não pode trazer gente só para encher o elenco, tem que ser jogador que venha para brigar, para jogar. É o que a gente fala sempre com o nosso elenco. Quem está jogando, faça força para não sair e, aqueles que estão de fora, têm que brigar para entrar”, afirmou.

Segundo Baianinho, o time busca mais dois meios de campo e um atacante. “Muitas pessoas podem achar que o Campeonato Sul-mato-grossense é fraco, o que não é, principalmente esta nossa chave. É um grupo de vida ou morte e precisamos ter um plantel completo”, destacou, recordando da contusão do atacante Jean Batatais. “Por exemplo, nem tinha começado o Campeonato e já perdemos o nosso atacante que, naquele momento, era o titular. A tendência é que comecem a aparecer os cartões, contusões, e não podemos perder para nós mesmos.”

Ainda de acordo com o treinador, Batatais deve passar por uma cirurgia no ombro direito e só não deve ter condições de atuar nesta primeira fase. “Pelo que o fisioterapeuta falou, o Jean tem condições de voltar neste campeonato. Ele vai passar por uma cirurgia, mas pelo que eu acredito, ele só nas oitavas de final, se Deus abençoar e a gente se classificar. É uma baixa muito importante. Ele é um jogador que estava desde o começo do trabalho com a gente, já tinha pego nossa filosofia de trabalho e vinha atuando muito bem. É um jogador de suma importância para nosso elenco”, concluiu.

Jornal Midiamax