Geral

Em queda livre, Cruzeiro enfrenta o Vasco, que tenta manter a liderança

Ladeira abaixo no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro receberá o líder Vasco, neste domingo, às 16h (de Brasília), na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, pela 26ª rodada da competição. A partida promete muitas emoções, já que a equipe carioca, em caso de tropeço, poderá perder até duas posições na tabela de classificação. Em alta e […]

Arquivo Publicado em 25/09/2011, às 14h18

None

Ladeira abaixo no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro receberá o líder Vasco, neste domingo, às 16h (de Brasília), na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, pela 26ª rodada da competição. A partida promete muitas emoções, já que a equipe carioca, em caso de tropeço, poderá perder até duas posições na tabela de classificação. Em alta e com a presença dos selecionáveis Dedé e Diego Souza, o Vasco terá a oportunidade de enterrar o Cruzeiro em uma crise poucas vezes vista na história.


O time mineiro vive um momento complicadíssimo, já que não vence há seis jogos. O técnico Emerson Ávila acabou na corda bamba, já que ele ainda não viu a equipe somar três pontos sob sua direção. Além disso, os problemas médicos também se sucedem e, nesta rodada, cinco atletas não poderão jogar por conta de lesões, sem contar o atacante Wallyson, que só voltará em 2012. A torcida, impaciente, se manifestou nesse sábado, de forma violenta.


No Vasco, o substituto de Ricardo Gomes, que ainda se recupera de um acidente vascular encefálico, Cristovão Borges tem a responsabilidade de evitar mais um resultado ruim, após o empate com o Atlético-GO, em pleno estádio São Januário. Com apenas um ponto conquistado na última rodada, a equipe carioca deixou de abrir três pontos frente ao segundo colocado, São Paulo.


A partida será apitada por Fabrício Neves Corrêa, da federação do Rio Grande do Sul, que terá o auxílio de Alessandro de Rocha Matos (BA) e de José Chaves Franco Filho (RS).


A TV Globo transmitirá Cruzeiro e Vasco para os estados de Minas Gerais (exceto Belo Horizonte), Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Tocantins, Bahia, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí, Maranhão, Pará, Amazonas, Rondônia, Acre, Roraima, Amapá e Distrito Federal. O canal Premiere, pelo sistema pay-per-view, exibirá o confronto para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM, em Tempo Real e com vídeos exclusivos, acompanha todas as emoções da partida, a partir das 15h30m.


O que está em jogo


Cruzeiro: abrir distância do temido Z-4 e acalmar parte da torcida que já tem se manifestado. Em 15º na tabela, com 29 pontos, a Raposa tem apenas quatro a mais que o arquirrival Atlético-MG, primeiro time no calabouço do Brasileirão. Sem vencer a seis jogos e sem nenhum triunfo sob o comando de Emerson Ávila, o Cruzeiro precisa mais do que nunca dos três pontos dentro de casa, contra o líder do campeonato.


Vasco: líder do campeonato, o Gigante da Colina entra em campo para manter sua posição. Uma vitória, obviamente, garante a equipe de Cristovão Borges no topo por mais uma rodada. Já um empate a coloca na dependência de tropeços do de São Paulo, Botafogo (que se enfrentam) e Corinthians, que estão na cola.


As escalações


Cruzeiro: Emerson Ávila tem surpreendido, como contra o Coritiba. No treinamento dessa terça-feira, escalou uma equipe, mas, na hora do jogo, mandou outra formação a campo. Mais uma vez com muitos problemas, ele escalou a seguinte formação: Fábio; Vítor, Cribari, Victorino e Everton; Marquinhos Paraná, Fabrício, Charles e Roger; Montillo e Bobô.


Vasco: sem Éder Luis, com um problema muscular, o Vasco tem dificuldades para escalar o ataque. Isso porque Bernardo, substituto natural, não pode entrar em campo para enfrentar o Cruzeiro por questões contratuais. A entrada de Leandro ao lado de Élton é a mudança mais simples, mas há a possibilidade de adiantar Diego Souza e escalar Felipe Bastos no meio-campo. Dedé, que não encarou o Atlético-GO por estar suspenso, volta no lugar de Victor Ramos. Já Fágner não deve ser problema apesar de reclamar de dores no quadril. A tendência é que o Vasco entre em campo com Fernando Prass, Fágner, Dedé, Renato Silva e Julinho; Romulo, Eduardo Costa, Juninho Pernambucano e Diego Souza; Leandro (Felipe Bastos) e Elton.


Quem está pendurado



Cruzeiro: a lista no Cruzeiro não para de se renovar. Se por um lado, voltam Charles e Roger, que cumpriram suspensão, e também o lateral-direito Vítor, recuperado de um estiramento na coxa, Emerson Ávila perdeu outros três jogadores para o confronto com o Vasco. O zagueiro Léo está suspenso por ter recebido o terceiro amarelo, enquanto Leandro Guerreiro ficará fora por cerca de 40 dias por causa de uma lesão no ligamento do joelho direito. Já Ortigoza ficará parado por pelo menos 20 dias por conta de um estiramento muscular na coxa direita. Eles se juntam a Diego Renan, que se recupera de um edema na coxa esquerda, Naldo, de edema na coxa direita, e Wellington Paulista, que ainda aprimora a forma física. Tudo isso sem falar em Wallyson, que só voltará em 2012, por causa da fratura no tornozelo esquerdo.


Vasco: Éder Luis, Alecsandro, Cesinha e Jumar, com problemas médicos, não entram em campo. Felipe chegou a ser cogitado, mas segue em fase final de tratamento e só volta contra o Corinthias. Nilton segue recuperando a forma física.


Pendurados


Cruzeiro: Charles, Gabriel Araújo, Wallyson e Wellington Paulista.


Vasco: Diego Souza, Elton, Felipe, Fellipe Bastos, Juninho Pernambucano, Renato Silva e Rômulo.


Fique de olho


Cruzeiro: contra o Coritiba, Bobô entrou no segundo tempo e quebrou o jejum de gols do ataque celeste, que já durava sete partidas. Apesar do tento não ter evitado a derrota, pelo menos serviu de alento ao setor tão criticado da Raposa. Se começar como titular, espera repetir a dose, mas, agora, com uma vitória.


Vasco: convocado para a Seleção Brasileira e autor do gol de empate contra o Atlético-GO, Diego Souza é o grande destaque vascaíno na atualidade. Seja no meio-campo ou no ataque, onde pode ser deslocado para substituir Éder Luis, o camisa 10 merece atenção especial.


O que eles disseram


Montillo, meia do Cruzeiro: “Estamos fechados com o técnico, gostamos do Emerson. Todos os jogadores gostam do jeito que ele trabalha, mas, infelizmente, não temos dado a alegria que ele merece. Temos que demonstrar dentro do campo. Temos que vencer, no domingo, o líder”.


Cristovão Borges, técnico do Vasco: “A dificuldade existe o tempo inteiro, a toda rodada, independentemente do momento do time. Vai ser complicado de novo. O Cruzeiro é um time de tradição, está próximo da zona de rebaixamento e não vai aceitar isso. Encaramos esse jogo com muita seriedade”.


Números e curiosidades


* Quem tem vantagem? Confira o histórico do confronto na Futpédia


* O Vasco não vence o Cruzeiro há cinco anos (ou oito jogos). A última vitória vascaína foi no primeiro turno do Brasileiro de 2006, quando venceu por 1 a 0, com gol de Ramon, em São Januário, no dia 30 de julho.


* Nos últimos oito jogos entre as duas equipes, todos pelo Campeonato Brasileiro, a equipe mineira venceu sete vezes (2 a 1, 3 a 1, 2 a 0, 1 a 0, 3 a 1, 3 a 1 e 3 a 0, além de um empate (1 a 1, em 2010).


* Desde 2003, ano do primeiro Brasileiro de pontos corridos, os jogos entre Vasco e Cruzeiro são marcados pela ótima média de gols. Foram marcados 52 gols nos últimos 15 jogos, média de 3,5 por jogo, com destaque para dois empates por 3 a 3, pelo Brasileiro de 2005, e uma goleada cruzeirense por 4 a 1, em 2003.


Último Confronto


No primeiro turno, o Cruzeiro surpreendeu. Sob o comando de Joel Santana, a equipe venceu o Vasco, por 3 a 0, dentro de São Januário, com direito a um golaço de Montillo. O primeiro gol foi marcado por Leandro Guerreiro, de cabeça, após cobrança de escanteio. Já no fim do jogo, vieram mais dois. Montillo colocou a bola entre as pernas de Dedé antes de ampliar e, já nos acréscimos, Roger fez o terceiro, de pênalti.

Jornal Midiamax