Autoridades do município participaram no sábado pela manhã, na Praça Antonio João, da abertura da campanha “16 dias de ativismo de enfrentamento à violência contra a mulher”, organizada pela Prefeitura de Dourados através Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres. O tema neste ano é “Da paz no lar, até a paz no mundo: a violência e seus impactos na vida das mulheres”.
 
A vice-prefeita Dinaci Ranzi, coordenadora de políticas públicas para mulheres, falou também em nome do prefeito Murilo e conclamou a todos para que esses 16 dias de ativismo façam parte do dia a dia de cada um. Ela ressaltou que o poder público tem feito sua parte, com a administração municipal construindo políticas para a mulher, mas as pessoas também precisam contribuir.
 
O evento contou com a participação da presidente do Conselho da Mulher Maria de Fátima Grasse, da delegada da Mulher Francielli Candotti e do comandante da Polícia Militar Ari Carlos Barbosa. Eles destacaram a necessidade desse enfrentamento para a conscientização.
 
Durante a campanha, a Coordenadoria da Mulher quer envolver a sociedade no debate sobre o aumento do uso de armas e o papel que exerce na violência doméstica, vinculado à ideia de poder e masculinidade desempenhados sobre as mulheres. Também farão parte das discussões as formas de violência sexual, de gênero e estatal.
 
A programação segue no dia 23, quando alunos do curso de Pedagogia da UFGD, participantes da campanha, farão um abraço simbólico em torno da universidade, demonstrando a união da universidade e a sociedade contra a violência de gênero. No dia 25, a partir das 8h, acontece a comemoração dos 10anos do Centro de Atendimento à Mulher.
 
Nesse mesmo dia, às 19h será organizada, na Câmara de Vereadores, uma mesa de conversação sobre a “Lei Maria da Penha: Responsabilidades, Atribuições e Competências”, com a participação de responsáveis dos órgãos de segurança e Poder Judiciário. Até ao próximo dia 9 estão previstas ainda várias outras atividades.