Geral

Egelte apresenta menor preço e pede R$ 84,7 milhões para construir Aquário do Pantanal

A comissão de licitação da Agesul (Agência de Gestão e Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) abriu há pouco as propostas com os preços das duas concorrentes habilitadas na licitação que escolherá a construtora do prédio do Centro de Pesquisa e de Reabilitação da Ictiofauna Pantaneiro, mais conhecido como Aquário do Pantanal. A empreiteira Egelte Engenharia Ltda […]

Arquivo Publicado em 07/02/2011, às 13h02

None
26380278.jpg

A comissão de licitação da Agesul (Agência de Gestão e Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) abriu há pouco as propostas com os preços das duas concorrentes habilitadas na licitação que escolherá a construtora do prédio do Centro de Pesquisa e de Reabilitação da Ictiofauna Pantaneiro, mais conhecido como Aquário do Pantanal.

A empreiteira Egelte Engenharia Ltda apresentou o menor preço, de R$ 84.749.754,23.

Concorrendo com apenas outra construtora, a Egelte afirma construir a obra em 900 dias, ou 2,4 anos, mesmo prazo do concorrente, Consórcio Azevedo & Travassos – DM, que apresentou uma proposta dizendo que construiria o Aquário por R$ 87.680.018,79, quase R$ 3 milhões a mais.

Com os prazos apresentados pelas concorrentes, frustra-se a expectativa do governo estadual, que já divulgou que o centro de pesquisa entraria em operação para 2012.


O Aquário, apontado como um dos maiores do mundo, deve ser construído do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande e seu custo será bancado por dinheiro do Estado.


Decisão fechada


O presidente da Comissão de Licitações da Agesul, Mauro de Figueiredo disse que a proposta com preço inferior será examinada em reunião fechada, sem data para acontecer e, depois, o desfecho da disputa, publicado no Diário Oficial.


Jornal Midiamax