Geral

Detentos entram em greve de fome porque direção de presídio limita entrada de comida

Manifesto acontece desde a manhã desta segunda-feira no presídio de Segurança Máxima, em Campo Grande, o maior de MS

Arquivo Publicado em 09/05/2011, às 18h03

None
581946952.jpg

Manifesto acontece desde a manhã desta segunda-feira no presídio de Segurança Máxima, em Campo Grande, o maior de MS

Os detentos do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, maior de Mato Grosso do Sul, iniciaram greve de fome na manhã desta segunda-feira (9), para protestar contra as regras que disciplinam a entrada de alimentos levados por familiares em dias de visita, sábado e domingo.

As informações inicias são de que os detentos recusaram a primeira refeição durante a manhã e também o almoço. Eles se organizaram e fizeram uma carta de reivindicações pedindo melhorias no estabelecimento penal, em especial em relação à alimentação.

Um familiar que prefere não se identificar disse que a quantidade de alimentos foi reduzida, mas não tem conhecimento sobre portarias da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) que limitam o quantitativo de comida. Outra queixa é que, segundo o familiar, a novidade não foi anunciada antecipadamente para evitar desperdício

Durante a visita deste domingo, dia das mães, os familiares tiveram que voltar com os alimentos e procurar algum local para pesar, sendo aceito o limite máximo de três quilos por detento.

A regra causou descontentamento nos familiares e hoje gerou a greve de fome entre os internos. “Eles querem chamar a atenção da direção da Agepen com isto. Não querem motim, nada disto”, disse uma mulher que tem filho na Máxima.

Questionada se sabe de algum plano de motim, caso a Agepen não aceite os pedidos dos presos, a familiar preferiu calar-se e apenas dizer: “Tem familiar que vem de fora fazer visita. Escolhe um restaurante bom pra comprar comida pronta e leva pra comer com o filho, o marido. Daí chega lá e tem que jogar um monte fora. Imagina que era dia das mães. Todas devem ter feito uma fartura pra comemorar o dia”. (Matéria editada as 16h25 para acréscimo de informação).


Jornal Midiamax