Geral

Deputada reforça luta contra desigualdade de gênero e defende valorização da mulher

Em pronunciamento na manhã da última quarta-feira (16), na sessão solene em comemoração ao Dia Internacional da Mulher (8 de março), a deputada estadual Mara Caseiro fez uso da Tribuna da Câmara Municipal de Campo Grande para destacar a importância de se reduzir as desigualdades de gênero a fim de valorizar as mulheres e aumentar […]

Arquivo Publicado em 21/03/2011, às 16h05

None
205874649.jpg

Em pronunciamento na manhã da última quarta-feira (16), na sessão solene em comemoração ao Dia Internacional da Mulher (8 de março), a deputada estadual Mara Caseiro fez uso da Tribuna da Câmara Municipal de Campo Grande para destacar a importância de se reduzir as desigualdades de gênero a fim de valorizar as mulheres e aumentar seus direitos.

“O Dia Internacional da Mulher é um dia dedicado para reflexão em busca de redução da desigualdade entre homens e mulheres. Quantas mulheres não pagaram com suas vidas para que hoje desfrutássemos dos avanços alcançados neste século. Nesta caminhada os obstáculos temem em atrapalhar o avanço da mulher. Hoje elegemos vereadoras, deputadas, prefeitas e chegamos à presidência da República. O ano de 2010 ficará marcado na história da mulher brasileira”, afirmou Mara Caseiro.

Em seu pronunciamento a parlamentar destacou que é preciso investir em políticas públicas direcionadas para a equidade de gênero e para a valorização da mulher no mercado do trabalho.

“Não podemos permitir que num mesmo ambiente de trabalho a mulher passe pela humilhação de receber até 40% menos pelo mesmo trabalho. Os números de violência praticada contra mulher são alarmantes. Hoje 1/3 das internações nas unidades de emergência é causada por violência doméstica. Mesmo com a aprovação da Lei Maria da Penha e com mudanças comportamentais ainda temos que nos esforçar para abolir de vez o preconceito e a desvalorização da mulher”, enfatizou Mara Caseiro.

A deputada finalizou seu discurso na Câmara Municipal salientando que “nós mulheres somos todas diferentes, mas temos que ser respeitadas nessas diferenças, é assim que vamos construir, com a nossa participação ativa e competente, uma sociedade mais humana e solidária. Precisamos de mais mulheres na política e isso não é tarefa fácil, mas o que nos é dado com facilidade?”, disse Mara Caseiro, que lembrou a atuação política da ex-deputada estadual, Celina Jallad, “ela partiu mais deixou seu legado, não viveu em vão”, frisou a parlamentar na Tribuna.

Jornal Midiamax