Geral

Deflagrada pelo exército, Operação Boiadeiro vai conter avanço da febre aftosa para o Brasil

O Exército Brasileiro deflagrou a Operação Boiadeiro nas fronteiras do Brasil com o Paraguai nesta terça-feira (27). Ao todo são 16 postos de monitoramento espalhados em pontos estratégicos. Segundo o Coronel Bessa, da 4° Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados, o objetivo é controlar o trânsito de gado e produtos de origem bovina do Paraguai […]

Arquivo Publicado em 29/09/2011, às 13h19

None

O Exército Brasileiro deflagrou a Operação Boiadeiro nas fronteiras do Brasil com o Paraguai nesta terça-feira (27). Ao todo são 16 postos de monitoramento espalhados em pontos estratégicos. Segundo o Coronel Bessa, da 4° Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados, o objetivo é controlar o trânsito de gado e produtos de origem bovina do Paraguai para o Brasil.


Assim como anunciado pelo Ministro da Defesa, Celso Amorim, quando esteve em Dourados, na última quinta-feira (22), após o surto da febre aftosa no Paraguai o Exército Brasileiro passaria a focar as ações da Operação Ágata II na prevenção da entrada da doença no Brasil. A nova operação do Exército tem parceria da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal).


Mais de sete mil militares participam da nova operação, que não deixa de fiscalizar e coibir a entrada de drogas e outros tipos de contrabando na fronteira, apenas tem amplia o foco na febre aftosa.

Jornal Midiamax