Geral

Cresce a oferta por vagas de emprego em Três Lagoas

Segundo o diretor da Ciat, Ivan Alkimin, há vagas abertas desde o início do ano esperando por pessoas qualificadas.

Arquivo Publicado em 13/05/2011, às 19h17

None

Segundo o diretor da Ciat, Ivan Alkimin, há vagas abertas desde o início do ano esperando por pessoas qualificadas.

Em Três Lagoas, de janeiro até o início de maio
deste ano, o Centro de Atendimento ao Trabalhador (Ciat) ofereceu 150 novos
postos de trabalho.

Segundo o diretor do Ciat, no município, Ivan
Alkimin, a oferta de empregos supera a procura por vaga. Entretanto, os
salários oferecidos ainda ficam abaixo do esperado pelos trabalhadores.

Ao todo, de acordo com o Ministério do Trabalho, o
primeiro trimestre deste ano apresentou crescimento de 2,34% em empregos com carteira
assinada em Três Lagoas.

“Tem vaga que está aberta desde o início deste ano.
A maioria das pessoas que entramos em contato para oferecer a oportunidade de
emprego nos informa que já está trabalhando, principalmente mecânicos,
tratoristas e açougueiros. Também há o problema da baixa remuneração oferecida,
para que aumente o interesse em se qualificar nessas profissões”, informou
Ivan.

Em 2010, o setor que mais empregou na Cidade foi o
de serviços, como o ramo de hotelaria e alimentação, o salário médio oferecido
foi de R$ 700,00. Em segundo lugar, ficou a produção industrial, alavancada
pela constante implantação de indústrias, com salário médio de R$ 680,00, mais
benefícios.

O setor da construção civil foi o terceiro na
criação de novos postos e contratações no ano passado, porém, neste primeiro
quadrimestre de 2011, o número de vagas ofertadas já supera todo o ano
anterior.

“Não há trabalhador disponível nessa área. Quem
sabe o serviço, como pedreiro, pintor, encanador, já está com a carteira
assinada ou prefere trabalhar por conta própria devido aos baixos salários
oferecidos. Em 80% dos empregos oferecidos é necessário que a empresa busque
trabalhadores de fora, pois há muitas indústrias sendo construídas aqui ao
mesmo tempo”, relatou Alkimin.

Estado

Nos últimos 12 meses, segundo dados do Cadastro
Geral de Empregados e Desempregados (Caged), Mato Grosso do Sul gerou 27.903
novos postos de trabalho. Tendo uma variação relativa positiva de 6,88%.

O setor que apresentou maior crescimento foi o da
construção civil, com aumento de 16,23% no número de vagas.

Entretanto, o setor que mais contratou, assim como
em todo o ano de 2010, foi o de serviços, com 74.853 admissões. Seguido do
comércio, com 65.955 pessoas contratadas, nos últimos 12 meses.

Brasil

O Brasil criou 2,86 milhões de empregos com
carteira assinada em 2010, de acordo com dados da Rais (Relação Anual de
Informações Sociais). Os dados foram divulgados pelo Ministério do Trabalho,
nesta quarta-feira (11).

Além de ser recorde, este foi o melhor resultado
anual durante o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, em oito
anos, registrou a geração de 15,38 milhões de postos de trabalho formais.

O recorde anterior havia sido registrado em 2007,
com a criação de 1,617 milhão de empregos.

Jornal Midiamax