Geral

Crack ‘devasta’ famílias em Dourados e mães se organizam para pedir ajuda

São as poucas as casas da Vila Valderez em Dourados onde as famílias não têm uma história triste para contar por causa do poder devastador do Crack. Por este motivo a Associação de Moradores está reunindo as mães de vítimas do Crack para pedir ajuda, conforme anunciou Valéria Maria Manzato Ferreira, presidente da entidade. Valéria […]

Arquivo Publicado em 05/05/2011, às 18h12

None
555302809.jpg

São as poucas as casas da Vila Valderez em Dourados onde as famílias não têm uma história triste para contar por causa do poder devastador do Crack.


Por este motivo a Associação de Moradores está reunindo as mães de vítimas do Crack para pedir ajuda, conforme anunciou Valéria Maria Manzato Ferreira, presidente da entidade.


Valéria conta que a droga está dizimando os jovens do bairro e casos de assassinatos já viraram rotina na região que além da Valderez compreende as Vilas São Brás, Mariana, Estrela Verá e Jóquei Clube onde moram cerca de vinte mil pessoas.


A presidente da Associação afirmou que muita gente já ergueu verdadeiras muralhas onde colocaram cacos de vidros e até cerca elétrica para se proteger dos roubos.


“Precisamos reagir e o primeiro passado que está sendo tomado pela Associação é reunir as mães que tiveram seus filhos mortos por causa da droga para participar de uma campanha de orientação”, disse Valéria que está procurando apoio junto à imprensa, clubes, prefeitura, na polícia e até no Judiciário.


“Nossa região pedindo socorro”, disse Valéria ao reclamar que para existe apenas uma creche com vinte vagas quando seriam necessárias pelos menos duzentas.


A presidente da Associação apontou a falta de escola de ensino médio para os jovens e a total falta de infra-estrutura na região que ele considera a mais abandonada de Dourados.


Valeria disse que a preocupação dos moradores agora não é apenas mais com o consumo do Crack mas com a nova droga o Oxi que já chegou à cidade e por ser mais barata pode devastar ainda mais os jovens do entorno da Vila Valderez.


“Precisamos de ajuda”, disse a presidente ao lamentar as lágrimas de dezenas de mães que choram a morte de seus filhos vítimas do consumo e do trafico de drogas.

Jornal Midiamax