Corumbaenses pretendem gastar quase R$ 100 por presente de Natal

O corumbaense planeja gastar quase R$ 100 com o presente natalino. As compras de Natal devem movimentar cerca de R$ 6,7 milhões na economia corumbaense, segundo projeções de uma pesquisa realizada pela Fecomércio MS, em parceria com a Fundação Manoel de Barros e Universidade Anhanguera – Uniderp. Pela pesquisa da Fecomércio MS, mais da metade […]
| 07/12/2011
- 16:01
Corumbaenses pretendem gastar quase R$ 100 por presente de Natal

O corumbaense planeja gastar quase R$ 100 com o presente natalino. As compras de Natal devem movimentar cerca de R$ 6,7 milhões na economia corumbaense, segundo projeções de uma pesquisa realizada pela Fecomércio MS, em parceria com a Fundação Manoel de Barros e Universidade Anhanguera – Uniderp.

Pela pesquisa da Fecomércio MS, mais da metade das pessoas entrevistadas deseja gastar com presentes para os filhos; mães e pais. O gasto médio apurado é de R$ 97 por presente. O levantamento prevê que serão presenteados, preferencialmente, os filhos com 27,1% das citações; mães (20%) e pais (15%). Entre os presentes preferidos pelos corumbaenses estão acessórios (31%); roupas (16%); brinquedos (12%); livros (7%); perfumes e calçados (6% cada).

As compras devem ser pagas à vista – pelo menos esse é o desejo de 65% dos entrevistados – e em caso de pagamentos parcelados, as prestações devem ter o máximo de três parcelas. As lojas da área central são os locais de compra indicados por 60% dos consultados pela pesquisa; já 29,7% dos entrevistados vão comprar os presentes pela internet.

Para oferecer comodidade aos consumidores, o comércio corumbaense, através de Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, definiu a prorrogação do expediente. Até 17 de dezembro, o funcionamento das lojas é permitido das 08h às 20 horas. No período de 19 a 23 de dezembro, o comércio poderá ficar aberto até 22 horas. Nos dias 24 e 31 fica facultado o trabalho até 22 horas. Segundo a Convenção Coletiva, não será permitida, salvo acordo prévio, a abertura dos estabelecimentos comerciais, nos dias 25 de dezembro (Natal) e 1º de janeiro (Confraternização Universal).

A Fecomércio MS, em parceria com a Fundação Manoel de Barros e Universidade Anhanguera – Uniderp ouviu 193 pessoas em Corumbá e Ladário entre os dias 09 e 13 de novembro. A soma dos percentuais pode não fechar em 100% porque foram citados nesta matéria somente os números mais expressivos por quesito. A margem de confiança é de 95%.

Veja também

A página foi criada para dar mais transparência sobre publicidade eleitoral exibida por meio de todas as plataformas da empresa

Últimas notícias