Geral

Corintianos de Londres e Lisboa celebram título ao som de sertanejo

Em um dia frio e de chuva fina, com o jogo começando relativamente tarde (às 19h local), a comemoração pelo pentacampeonato corintiano foi curta em Lisboa neste domingo (4). Terminada a partida, os três bares que transmitiam o jogo às margens do Rio Tejo na zona oeste da cidade voltaram às suas programações normais, com […]

Arquivo Publicado em 05/12/2011, às 01h11

None

Em um dia frio e de chuva fina, com o jogo começando relativamente tarde (às 19h local), a comemoração pelo pentacampeonato corintiano foi curta em Lisboa neste domingo (4). Terminada a partida, os três bares que transmitiam o jogo às margens do Rio Tejo na zona oeste da cidade voltaram às suas programações normais, com DJs, música ao vivo ou ambiente abafando os gritos de campeão.


No Cenoura do Rio, um tradicional ponto de encontro da comunidade brasileira, o telão ainda transmitia as imagens da comemoração no Pacaembu quando uma banda de sertanejo universitário ocupou o palco. “Essa música aqui vai para os palmeirenses”, anunciou a cantora Elaine Mendonça antes de começar a cantar a música “Pode chorar” de Jorge e Matheus, além de cumprimentar o Corinthians pela vitória. O baterista, Erom Gabriel, de 24 anos, colocou o manto do Timão sobre a bateria.


No bar do palmeirense Maikel Rogério, de 34 anos, a festa também acabou cedo. “O pessoal já está todo indo embora”, disse, cerca de uma hora após o fim da partida.


A imprensa local destacou a presença de Liédson na conquista do título pelo Corinthians. Levezinho – apelido que o artilheiro do Parque São Jorge ganhou em Portugal – tornou-se ídolo do clube lisboeta Sporting. Em 2009, foi convocado para a seleção portuguesa com a tarefa de substituir o maior artilheiro da história da equipe, Pauleta.

Jornal Midiamax