Geral

Corinthians prepara nova cartada por Adriano

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, trabalha para ter Adriano a partir do Brasileirão, que começará no fim de maio. Nas últimas semanas, ele ouviu muito para decidir a contratação do Imperador. E fechou com membros da diretoria que, como ele, querem recuperar o atacante de 29 anos, sem clube desde o dia 8 de […]

Arquivo Publicado em 16/03/2011, às 01h35

None

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, trabalha para ter Adriano a partir do Brasileirão, que começará no fim de maio.


Nas últimas semanas, ele ouviu muito para decidir a contratação do Imperador. E fechou com membros da diretoria que, como ele, querem recuperar o atacante de 29 anos, sem clube desde o dia 8 de março, quando a Roma (ITA) anunciou a rescisão de seu contrato.


– Nós acharemos um novo lugar para ele – disse um dos membros da diretoria, próximo de Andrés.


No Parque São Jorge, há grande expectativa de que o acordo seja selado ainda nesta semana.


Para não entrar em leilão, o Corinthians vai evitar falar sobre as negociações. Os salários podem chegar a R$ 550 mil, com ajuda do patrocinador, o Grupo Hypermarcas que, por sua vez, exigirá cláusulas no contrato.


Adriano ainda se recupera de uma lesão no ombro direito e só deve estar apto a voltar a treinar no fim de abril, praticamente um mês antes do início do Nacional. Por isso, diz não ter pressa para decidir o futuro. Sua primeira opção, o Flamengo, já avisou que ele não faz parte dos planos do clube.


O Corinthians ganha força pois Ronaldo já o havia convencido a atuar pelo clube em novembro do ano passado, para que ele disputasse a Libertadores deste ano. Adriano havia se animado com tudo o que conversou com o Fenômeno sobre o Timão e sentiu segurança no discurso de Andrés, que oferecia contrato de empréstimo de um ano e salários de cerca de R$ 400 mil mensais. Na época, porém, a Roma (ITA) dificultou e fez ele ficar.


Agora, o Fenômeno vai insistir para ele que o melhor para o futuro é o Corinthians. E os salários serão maiores porque já não haverá mais o custo de transferência, e seus direitos pertencerão ao clube.


Com o sucesso de Liedson no ataque, o técnico Tite afirmou à diretoria que sua chegada não é necessária, mas seria bem-vinda.


Nos últimos dias, Andrés e os diretores Roberto de Andrade e Duílio Monteiro Alves têm repetido que gostariam de tê-lo no clube. Diferentemente de outras épocas, em que costumavam negar tudo.


Cláusulas para o ‘Bad boy’


Desde o fim do ano passado, quando o Corinthians esteve próximo de contratar Adriano, o Grupo Hypermarcas mostrou-se receoso com o comportamento problemático do atacante. Naquela época, havia se comprometido a ajudar a bancar os salários, mas exigia cláusulas no contrato. Entre elas, multas pesadas em relação a problemas de comportamento e um mínimo de jogos disputados pelo clube.


Quando soube que Ronaldo ia se aposentar, o principal patrocinador do Timão preocupou-se em ter no clube uma figura com impacto e retorno. O primeiro nome foi Ronaldinho Gaúcho, que acertou com o Flamengo. O segundo é Kaká, que defende o Real Madrid (ESP).

Jornal Midiamax