Geral

Comissão propõe criação de delegacia especializada em conflitos indígenas em MS

Membros da CDHM (Comissão de Direitos Humanos e Minorias) da Câmara dos Deputados, que chegaram na manhã desta sexta-feira (02) em Dourados, propuseram a criação de uma delegacia da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul especializada apenas nas questões indígenas. Os deputados federais Domingos Dutra (MA), Erika Kokay (DF) e Padre Ton (RO), todos […]

Arquivo Publicado em 03/12/2011, às 00h52

None

Membros da CDHM (Comissão de Direitos Humanos e Minorias) da Câmara dos Deputados, que chegaram na manhã desta sexta-feira (02) em Dourados, propuseram a criação de uma delegacia da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul especializada apenas nas questões indígenas.


Os deputados federais Domingos Dutra (MA), Erika Kokay (DF) e Padre Ton (RO), todos petistas, visitaram nesta manhã o acampamento Laranjeira-Ñanderu, em Rio Brilhante, e depois se encontraram com o procurador do MPE (Ministério Público Estadual), Marco Antônio Delfino.


A intenção dos deputados é propor na superintendência da PF, em Brasília (DF), a criação de uma delegacia no Estado que trate exclusivamente dos conflitos de terras que envolvam indígenas.


Entre outras propostas discutidas na reunião, que durou cerca de três horas, está um Projeto de Lei que obrigue a presença de um intérprete de guarani durante os julgamentos que envolvam índios em Mato Grosso do Sul.


Pela manhã, na UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), os membros da comissão ouviram várias demandas dos indígenas, principalmente no que se refere às demarcações, segurança e encaminhamento dos inquéritos de crimes contra a população indígena do Cone Sul do Estado.


Neste sábado, a comissão se dirige para o município de Coronel Sapucaia, onde visitará outros acampamentos, e depois segue para o acampamento Tekoha Guaiviry, que foi atacado por homens fortemente armados no último dia 18.


Na ocasião, o cacique Nísio Gomes, de 59 anos, foi executado com tiros de calibre 12. Depois de morto, o corpo do indígena foi levado pelos pistoleiros e até o momento não foi encontrado.

Jornal Midiamax