Geral

Com registro validado, membros do PSD em Três Lagoas já sinalizam novas filiações

Os novos filiados do Partido Social Democrático (PSD) em Três Lagoas comemoram, na noite desta terça-feira (27), a decisão, por 6 votos a 1, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que registrou a nova sigla partidária em todo o País. Ângelo Chaves Guerreiro e Jorge Martinho, nomes indicados para a disputa pela Prefeitura do Município e […]

Arquivo Publicado em 28/09/2011, às 19h36

None
538512250.jpg


Os novos filiados do Partido Social Democrático (PSD) em Três Lagoas comemoram, na noite desta terça-feira (27), a decisão, por 6 votos a 1, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que registrou a nova sigla partidária em todo o País.



Ângelo Chaves Guerreiro e Jorge Martinho, nomes indicados para a disputa pela Prefeitura do Município e por uma vaga na Câmara, respectivamente, pelo PSD, afirmaram que, a partir de agora, o PSD tende a intensificar o volume de filiações, pois muitos nomes tradicionais da política três-lagoense haviam sinalizado que só aguardavam a legalização, para consumar o ato.



“O primeiro ato de filiação, em Três Lagoas, está marcado para esta sexta-feira (30), no Plenário da Câmara Municipal, às 19h. Aquelas pessoas que já aderiram ao nosso projeto, podem se considerar filiadas. Dessa vez, o evento contará com mais companheiros, de grande influência na política, que ajudarão a compor nosso grupo na cidade”, anunciou Guerreiro.



Tanto Guerreiro, Martinho e o presidente provisório do PSD em Três Lagoas, Cristovam Canela, irão se desfiliar dos partidos anteriores até quinta-feira (29).



“Aguardávamos apenas essa decisão. Estou acompanhando a publicação no Diário Oficial da União, mas isso deve acontecer entre hoje ou amanhã. No mesmo dia seremos caracterizados legalmente como partidários do PSD”, informou Jorge Martinho.



Ainda de acordo com Martinho, o novo partido possui características de centro, mas visa atender diversas correntes da sociedade. “É uma sigla que nasce com foco na liberdade de expressão. Não iremos rotular ninguém. Fato que pode explicar a migração de muitos democratas para o PSD”, finalizou.



Votação no TSE



O TSE, ao conceder o registro à legenda, sob a presidência nacional de Gilberto Kassab, autoriza que a sigla possa apresentar candidatos nas eleições municipais do próximo ano. O prefeito paulistano relatou que a primeira reunião da executiva nacional da agremiação ocorreu nesta quarta-feira (28), em Brasília.



Para a criação de um partido político, além do requerimento de registro, com pelo menos 101 fundadores espalhados por nove estados do País, a futura agremiação deve apresentar, também nesses estados, 491.643 assinaturas, simbolizando o aval dos eleitores – quantidade equivalente a 0,5% dos votos válidos dados na última eleição para a Câmara dos Deputados.



O julgamento sobre o pedido de registro do PSD foi iniciado na última quinta-feira (22), quando a relatora do caso, ministra Nancy Andrighi, apresentou uma “saída matemática” para provar que, mesmo que parte das assinaturas apresentadas pela futura legenda possa conter fraudes, ainda assim a sigla conseguiu cumprir o número mínimo de cerca de 490 mil apoiamentos.


Ainda que o TSE tenha concedido o registro ao partido de Gilberto Kassab, o processo deve parar no Supremo Tribunal Federal (STF), onde os magistrados poderão confirmar ou derrubar a decisão da Corte eleitoral. O Democrata (DEM), legenda que perdeu o maior número de filiados para o agora recém-registrado PSD, já anunciou que buscará reverter a decisão do TSE desta terça na Suprema Corte. 

Jornal Midiamax