Geral

Com proposta do Fla, Kleber se irrita com declaração de Tirone

Autor de dois gols na goleada do Palmeiras por 5 a 0 contra o Avaí neste domingo, Kleber falou após o jogo sobre a proposta que o Flamengo apresentou ao clube pela compra dos 50% de seus direitos econômicos que pertencem ao Verdão. Porém, além de não negar a possível ida ao clube carioca, o […]

Arquivo Publicado em 20/06/2011, às 10h36

None

Autor de dois gols na goleada do Palmeiras por 5 a 0 contra o Avaí neste domingo, Kleber falou após o jogo sobre a proposta que o Flamengo apresentou ao clube pela compra dos 50% de seus direitos econômicos que pertencem ao Verdão.

Porém, além de não negar a possível ida ao clube carioca, o Gladiador deixou clara a sua insatisfação com o presidente Arnaldo Tirone, que disse no sábado que “se fosse Kleber não trocaria o certo pelo incerto. Aqui (no Palmeiras) ele tem seu espaço. No Flamengo, pode não dar certo”.

– O Flamengo não ia gastar um dinheiro desse para colocar um jogador no banco. A presidente do Flamengo valoriza um jogador, o nosso não valoriza, isso me deixa triste. Eu tenho certeza de que em qualquer clube do Brasil eu vou chegar para jogar. Não tenho que mostrar nada para ninguém – desabafou.

Atrás de um atacante, o Flamengo fez proposta de cerca de R$ 7 milhões pelos 50% dos direitos econômicos que pertencem ao Verdão. Para conseguir a liberação do camisa 30 sem acordo com o clube paulista, porém, o time da Gávea teria de depositar toda a multa contratual (cerca de R$ 14 milhões), com os outros 50% sendo repassados para o Cruzeiro.

– É um valor bem alto. É difícil ver alguém ser vendido nesse valor. Acho que é uma boa proposta para o Palmeiras, se é que existe. Eu fiz todo esforço para vir para cá. Quem decide é o presidente. É o clube que eu gosto. Fico feliz pela proposta do Flamengo, que o reconhece meu trabalho. Todo mundo fica feliz – afirmou.

– Minha vontade sempre foi jogar no Palmeiras, gosto do clube e briguei para vir para cá. Sempre deixei muita claro que gostaria de encerrar minha carreira aqui. Agora, a proposta está na mão dele (Tirone). Ele vive falando que precisa de dinheiro. Está na mão dele. Se quiser vender, vou fazer o que? Mas a gente valoriza o clube – criticou.

Jornal Midiamax