O Festival Gastronômico “Sabores do Pantanal” divulgou a programação completa que começa na próxima segunda-feira, 07 de novembro, e terá a abertura oficial no dia 10, na praça Generoso Ponce. Entre as atividades se destacam aquelas que colocam em evidência os ingredientes e pratos típicos de Corumbá como a aula show que ensinará a produzir o peixe seco. A diretora-presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, Heloísa Helena da Costa Urt, afirma que essa novidade na programação não visa somente manter a tradição local.

“As pessoas têm que aprender a fazer bem as comidas, principalmente, aquelas que representam nossa culinária porque é um produto turístico e torna-se uma alternativa de renda para as pessoas”, diz. Ela explica que, este ano, o evento ganhará um novo formato, pois se estende para além dos ambientes dos restaurantes onde permanece o concurso entre os pratos inéditos, que agregam novos sabores aos ingredientes tradicionais. “A gente sabe que o povo mais humilde tem uma resistência a entrar no restaurante mesmo que o prato tenha preço mais acessível, por isso levamos para o espaço público a Praça da Culinária Pantaneira onde serão encontrados o arroz carreteiro, churrasco de buraco, a chipa, a saltenha entre outros”, disse ao descrever que esse será o espaço mais popular do evento e também o mais tradicional com relação aos temperos e ingredientes. Heloísa lembra que o Festival alcançou um espaço mais amplo, atingindo pizzarias, lanchonetes e carros de lanches que estão produzindo salgados e lanches diferenciados para o evento.

A Praça da Culinária Pantaneira, que será instalada em um trecho da avenida General Rondon, também reunirá representações dos assentamentos da região como queijos e doces, além de produtos de pesquisa como os da utilização de plantas nativas para a alimentação como o arroz selvagem, laranjinha de pacu, jatobá entre outros. A diretora-presidente, que descreve nossa culinária como marcante e fruto da influência de vários povos, lembrou ainda que ao colocar em evidência pratos típicos, o Festival Gastronômico, inevitavelmente, tende a se tornar um atrativo turístico.

“Vai dar um novo valor para o Festival Gastronômico para que a gente traga pessoas de fora para virem aqui saborear nossos pratos. Não queremos fazer um evento pra ficar somente com os corumbaenses, mas que seja atrativo para pessoas de fora também, pois acreditamos que o Turismo ainda é a atividade que mais gera emprego, renda no mundo”, disse.

Ela lembra que todas as oficinas e aulas-show serão abertas ao público, porém há limite de vagas. Assim, quem se interessar, pode obter mais informações sobre as inscrições na Casa de Cultura Luiz de Albuquerque (ILA) onde fica sediada da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal.