Geral

Com consultores, Saúde de MS é campeã em passagens aéreas pagas para não servidores

Neste mês, de 130 viagens, apenas 11 eram de servidores públicos.

Arquivo Publicado em 22/09/2011, às 14h00

None
780197240.jpg

Neste mês, de 130 viagens, apenas 11 eram de servidores públicos.

Foi publicada na edição desta quinta-feira (22) a relação oficial dos recursos humanos que receberam passagens aéreas pagas com dinheiro público somente do começo de setembro até agora. A Secretaria de Saúde é, de longe, a maior pagadora de passagens para não servidores.


Na relação, além de pacientes que realizam tratamentos fora do estado, há nomes de consultores contratados sem concurso público pela secretária de Saúde, Beatriz Figueiredo Dobashi. Por telefone, o secretário-adjunto de Saúde, Eugênio de Barros, se negou a fornecer mais detalhes sobre as informações.


Segundo Eugênio, a listagem é feita por um setor específico e levantar os dados “levaria muito tempo”.


Mesmo assim, o Edital 8/2011, publicado pela Secretaria de Estado de Administração, diz que os citados foram beneficiados com passagens aéreas para “realização de trabalhos ou serviços”.


Entre os nomes, está, por exemplo, Letícia Costa Casado, no último dia 29 de agosto, foi contratada como consultora ao custo de R$ 30.960,00 pelo período entre 23 de agosto e 20 de dezembro de 2011, ou seja, com uma média mensal de mais de R$ 7.700.


Apesar do alto custo mensal, ainda saíram dos cofres públicos sul-mato-grossenses, mais R$ 2.174,58, segundo a SAD, para custear a viagem aérea de Letícia e de Luiz Cláudio Santos Thuler entre o Rio de Janeiro e Campo Grande. Os dois são funcionários do INCA (Instituto Nacional do Câncer).


Letícia Casado, inclusive, mantém contrato de trabalho de 40 horas semanais de trabalho no Rio de Janeiro. Segundo a Nota de Empenho 2011NE02455, eles vieram do Rio no último dia 15, às 22h09 e retornaram já no dia seguinte, às 22h11.


Do total de 130 nomes citados, apenas 11 são indicados como servidores.


Está ainda na relação o médico Gilberto Luiz Scarazatti, consultor da Unifesp, para quem o Governo de MS pagou uma passagem aérea entre Campinas e Brasília no dia 5 de setembro, às 7 horas, e logo depois, às 19h15, entre Brasília e Campo Grande, segundo a Nota de Empenho 2011NE03490.


Outros agraciados com passagens custeadas foram a agrônoma Maria Cristina Gonzaga, pesquisadora da Fundacentro, os doutores Mauricio Carvalho de Vasconcellos, e Elba Regina Sampaio de Lemos, pesquisadores da Fiocruz, o psicólogo Eduardo Henrique Guimarães Torre, consultor em saúde mental do Espírito Santo, além de membros do Conselho Estadual de Saúde de MS.


O restante da lista é formado basicamente por pacientes que recebem transporte aéreo para fazer tratamento de saúde que a Secretaria não consegue oferecer em Mato Grosso do Sul. (Material editado em 26/09 às 10h25 para adição de informações. 


Confira a listagem de quem recebeu passagens aéreas em Setembro até agora:




Jornal Midiamax