Geral

Cinema regional leva corumbaenses a se verem na tela grande

O cinema regional prestigiado por uma plateia cheia. Assim foi a tarde deste sábado (30) no Centro de Convenções do Pantanal, em Corumbá, durante a Mostra Regional que apresentou os filmes “Ela veio me ver”, do cineasta aquidauanense Essi Leal, e “O caso de Joanita” com direção de Reynaldo Pas de Barros e baseado no […]

Arquivo Publicado em 01/05/2011, às 10h13

None

O cinema regional prestigiado por uma plateia cheia. Assim foi a tarde deste sábado (30) no Centro de Convenções do Pantanal, em Corumbá, durante a Mostra Regional que apresentou os filmes “Ela veio me ver”, do cineasta aquidauanense Essi Leal, e “O caso de Joanita” com direção de Reynaldo Pas de Barros e baseado no conto do escritor corumbaense Augusto César Proença.


Todo ambientado na Cidade Branca o média-metragem “O caso de Joanita” reúne também um elenco de atores profissionais, semi-profissionais e participação de um rande elenco de apoio formado por corumbaenses, o que despertou mais ainda o interesse da população em prestigiar o filme.


O roteiro traz a história de Joanita, infeliz em seu casamento com um senhor mais velho que leva uma vida profissional misteriosa e pouco liga para a beleza da esposa admirada por toda a cidade, principalmente por um adolescente, filho de sua melhor amiga.


“Era um conto de uma lauda e meia que o Reynaldo transformou neste média-metragem de 30 minutos”, lembra Augusto César Proença. Segundo ele “o que facilita essa adaptação é que eu busco a realidade na linguagem, na oralidade”, afirmou. No filme, o adolescente apaixonado vira o narrador do drama de Joanita.


O diretor do média explicou ainda que o trabalho com os atores foi bastante satisfatório, até por se tratar de um filme que tem grande parte do elenco formado por pessoas comuns, sem formação teatral.


Já o curta-metragem “Ela veio me ver”, é ambientado em Campo Grande e mostra a história de um casal de adolescentes tímidos que passa uma tarde juntos pela primeira vez.


Após a exibição dos filmes o publico pôde bater um papo sobre a produção cinematográfica regional com os diretores e o elenco de “O caso de Joanita”.


Entre os temas abordados estavam edital para produção, preparação dos atores para o elenco, espaço para o cinema regional em salas do Estado e acessibilidade para deficientes auditivos. O bate-papo teve a mediação do documentarista sul-mato-grossense Candido Alberto da Fonseca. 

Jornal Midiamax