Geral

Ciclovia de Três Lagoas é retomada com mesma empreiteira de trecho problemático

A segunda etapa do prolongamento da via para ciclistas será entre as ruas Eurídice Chagas Cruz e Manoel Lima, no canteiro central da Avenida Filinto Muller. Em maio, moradores relataram ao Midiamax que os acidentes envolvendo ciclistas nesse trecho, provocados pelos inúmeros buracos, eram rotineiros.

Arquivo Publicado em 17/06/2011, às 21h08

None
1562885240.jpg

A segunda etapa do prolongamento da via para ciclistas será entre as ruas Eurídice Chagas Cruz e Manoel Lima, no canteiro central da Avenida Filinto Muller. Em maio, moradores relataram ao Midiamax que os acidentes envolvendo ciclistas nesse trecho, provocados pelos inúmeros buracos, eram rotineiros.


As obras para a conclusão da segunda fase da ciclovia no canteiro central da Avenida Filinto Muller, foram retomadas através de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal. Os serviços estavam paralisados desde o final do ano passado.



A empreiteira vencedora da licitação, contratada pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, é a Construcampo Engenharia Ltda, sediada em Três Lagoas, a mesma que fez a primeira etapa desta obra – no qual foi aplicada a camada inicial da malha asfáltica, entre o bairro da Lapa e o Jardim Dourado.



O Midiamax noticiou, em maio, que moradores reclamavam do trecho, onde seriam constantes as quedas de ciclistas e defeitos nas bicicletas provocados pelos inúmeros buracos.



O novo trecho será entre a rua Eurídice Chagas Cruz e a Manoel Lima, que fica ao lado da Escola Municipal Professor Ramez Tebet. Esse último quarteirão, entre a rua Braulino Alves de Abreu e a Manoel Lima, não havia sido alcançado na primeira etapa.


Segundo o secretário de obras e serviços públicos, Getúlio Neves da Costa Dias, o empreendimento, proporcionará segurança aos ciclistas.



“Com a conclusão da obra, os ciclistas que precisam se deslocar da região central da Cidade até os bairros Jardim Dourado, Jardim Morumbi, Paranapungá e Santo André, serão beneficiados”, afirmou.



O empreendimento inclui colocação de faixas e placas específicas de sinalização horizontal e vertical, para garantir a segurança dos usuários, em uma extensão de 1,5 quilômetros.



“A segunda fase da construção, que ligará a Rua Manoel Lima até a BR-158, na rotatória que dá acesso ao Balneário Municipal, será feita em breve”, prometeu Getúlio.



Primeira fase da ciclovia



A primeira fase da ciclovia do Município foi inaugurada no dia 12 de abril de 2006, pela então prefeita, Simone Tebet (PMDB). Na época, a obra de 1,5 Km de extensão com 3m de largura, foi executada pela Construtora Jupiá.

Jornal Midiamax