Geral

Chávez ameaça nacionalizar banco acusado de descumprir acordo

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ameaçou nessa quarta-feira (26), em seu programa de televisão, nacionalizar o Banco Provincial se o comando da instituição descumprir o acordo de ajuda às vítimas da chuva na região metropolitana de Caracas. Em conversa telefônica com um dos dirigentes do banco, Chávez cobrou a conclusão de obras financiadas pela […]

Arquivo Publicado em 27/01/2011, às 10h38

None

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ameaçou nessa quarta-feira (26), em seu programa de televisão, nacionalizar o Banco Provincial se o comando da instituição descumprir o acordo de ajuda às vítimas da chuva na região metropolitana de Caracas.

Em conversa telefônica com um dos dirigentes do banco, Chávez cobrou a conclusão de obras financiadas pela instituição. O Banco Provincial está sob intervenção. As informações são da estatal Agência Venezuelana de Notícias (AVN).

Ontem, o ministro das Relações Exteriores, Nicolás Maduro, reuniu-se com o chefe executivo do Banco Provincial, Pedro Rodrigues. Após a conversa, Rodrigues se comprometeu a ajudar as pessoas, que vivem na área residencial de San José de Ávila, em Caracas. A região foi uma das mais atingidas pela chuva e enchentes desde o final do ano passado.

A iniciativa ocorreu depois da cobrança de Chávez. O presidente afirmou que o Banco Provincial violou a lei e ameaçou nacionalizá-lo em “defesa dos interesses da nação”. O complexo habitacional em San José del Ávila está sob intervenção temporária, decretada em outubro de 2010, por irregularidades na construção.

O executivo do banco afirmou que até esta sexta-feira (28) as pendências serão resolvidas. “O problema será resolvido para que tudo possa ter continuidade”, disse. Segundo algumas denúncias de moradores da região de San José del Avila, o comando-geral do Banco Provincial se recusou a negociar com as partes interessadas para financiar as três torres que precisam ser construídas.

Jornal Midiamax