Geral

Chávez afirma ser a garantia de paz diante da intenção de “revanchismo”

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta segunda-feira que sua continuidade à frente do Governo é a “garantia” de paz e estabilidade no país, porque, a seu entender, um eventual triunfo da oposição levaria ao “revanchismo” e a uma “perseguição contra o povo”. “Nós somos a garantia da paz, nós somos a garantia da […]

Arquivo Publicado em 27/12/2011, às 01h52

None

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta segunda-feira que sua continuidade à frente do Governo é a “garantia” de paz e estabilidade no país, porque, a seu entender, um eventual triunfo da oposição levaria ao “revanchismo” e a uma “perseguição contra o povo”.


“Nós somos a garantia da paz, nós somos a garantia da união nacional em torno de um projeto apoiado pela maioria. Nós somos a garantia dessa estabilidade e desse desenvolvimento”, indicou o líder.


Chávez considerou que os dirigentes da oposição estão “carregados de ódio” e de “grande incapacidade” para entender o país. O líder assegurou que a oposição também perseguiria os militares patriotas.


“Estão tratando de disfarçar o discurso, mas eles são a expressão do ódio, do revanchismo”, considerou o líder venezuelano.


Por este motivo, Chávez pediu “a Deus e à maioria dos venezuelanos” uma vitória governista nas eleições presidenciais de 7 de outubro de 2012, quando enfrentará um candidato da oposição ainda indefinido.

Jornal Midiamax