Geral

Charlie Sheen entra com um processo de US $ 100 milhões contra Chuck Lorre e a Warner Brothers

O ator apresentou documentos ontem (10.03.11) no Tribunal Superior de Los Angeles alegando que Chuck – o criador e produtor do show ‘Two and a Half Men’ – e seus antigos empregadores da Warner quebraram contrato. Em seguida, ele twittou: “Torpedo de longe … Vocês corporativos foram advertidos. E agora estão vendo!” Os oito últimos […]

Arquivo Publicado em 12/03/2011, às 00h00

None

O ator apresentou documentos ontem (10.03.11) no Tribunal Superior de Los Angeles alegando que Chuck – o criador e produtor do show ‘Two and a Half Men’ – e seus antigos empregadores da Warner quebraram contrato.

Em seguida, ele twittou: “Torpedo de longe … Vocês corporativos foram advertidos. E agora estão vendo!”

Os oito últimos episódios de ‘Two and a Half Men’ foram cancelados em fevereiro sobre as preocupações que Charlie não estava apto para o trabalho. Apesar dos relatos sobre seu abuso de drogas, o ator de 45 anos disse que este não era o caso.

Mas seu comportamento subsequente contra Chuck e outros membros do show fez com que ele fosse demitido pela Warner Brothers na segunda-feira (07.03.11).

Em decorrência, no processo, Charlie não só exige o pagamento de oito episódios cancelados de ‘Two and a Half Men’, mas também busca indenização em nome da equipe do programa.

No documento judicial, obtidos pelo site TMZ, o advogado do ator, Martin Singer, disse: “ O réu Chuck Lorre acredita ser tão rico e poderoso que pode, unilateralmente, decidir tirar dinheiro do elenco dedicado e tripulação de ‘Two and a Half Men ‘, a fim de servir o seu próprio ego e auto-interesse.”

A ação também alega que a decisão de cancelar os últimos oito episódios da série foi feita antes de Charlie fazer qualquer comentário negativo sobre o Chuck. Assim como afirma que Charlie foi demitido quando ele estava doente, o que é uma violação da lei federal do estado da Califórnia.

Jornal Midiamax